MONTRA (21.11.2019)
DESCRIÇÃO PREÇO
6381

ABRANTES, LEONEL - LINHARES
Antiga e Nobre Vila da Beira.
Museu de Arte da Serra da Estrela.
Monografia de arte, história e etnografia.
Edição do Autor.
Folgosinho.
1995

B.; 270+ (1) pág.; il.; 22 cm.

" Na Região Centro, a meia encosta da vertente nordeste da Serra da Estrela, num afloramento rochoso onde se elevam duas imponentes torres de um Castelo, situa- se a antiquísima povoação de Linhares, hoje freguesia de Celorico da Beira, distrito e diocese da Guarda, província da Beira Alta, (...) " In- pág. 15.

25,00 €
2854

ABRUNHOSA, JOSÉ DE - UM JOGO DA BARRA, ÁS PORTAS DE ALMEIDA, EM PLENO SÉCULO XIX
« APONTAMENTOS HISTÓRICO- ETNOGRÁFICOS »
1974 ( 1973 )

B. 203+ (4) págs.; il.; 25 cm.
.
" (...) De mérito cientifíco, disse eu ainda, porque um dos grandes méritos da obra está em ter conseguido, através de um simples episódio, - despique dum jogo de barra -, fazer passar diante do leitor, no breve espaço de tempo duma visita, a forma pitoresca do viver do séc. XIX, desde a vida doméstica, com as descrições pormenorizadas dos seus petiscos ou pratos favoritos, até à apresentação da variada produção artesanal, dos usos, costumes e lendas, motivos enriquecedores da etnografia duma região, que apesar de esquecida, tem o nobre condão de continuar a sobreviver como terra do fim e do principio do mundo por descobrir. (...) " Álvaro do Nascimento Terreiro.

30,00 €
6490

AFONSO, VIRGÍLIO - A GUARDA E OS AMORES DA «RIBEIRINHA»
Apontamentos históricos e etnógraficos da cidade.
Edição do autor.
Guarda 1976.

B.; 95 págs.+ 3 extratextos; 22 cm.

" (...) A Sé Catedral deve ser visitada com atenção e em todos os pormenores, para que se possa avaliar bem a sua beleza e grandiosidade, que são muito mais relevantes do que à primeira vista possam parecer. É um poema de granito, escrito com os géneros épico e lírico. (...) " In- pág. 65

15,00 €
6498

ALEGRIA, JOSÉ AUGUSTO - HISTÓRIA DA CAPELA E COLÉGIO DOS SANTOS REIS DE VILA VIÇOSA.
Fundação Calouste Gulbenkian.
Serviço de Música.
Lisboa, 1983.

B.; XI+ 367 págs.+ 4 fotografias extratexto; 21 cm.
Monografia há muito esgotada.

"(...) Posto ao corrente da situação, o Serviço de Música da Fundação C. Gulbenkian, num gesto que honra sobremaneira os seus actuais responsáveis, entendeu que se não deveria perder o trabalho já feito, dando- me luz verde para o continuar, agora a expensas suas, com a garantia da publicação. E assim foi levada a seu termo a dupla tarefa de inventariar todo o núcleo musical existente no Paço Ducal e de escrever a história da sua Capela e Colégio dos Reis Magos. É deste último trabalho que venho prestar contas ao público interessado nestas matérias. (...) " In- pág. X

20,00 €
6479

ALMEIDA, ANTONIO LOPES DA COSTA - ROTEIRO GERAL DAS COSTAS, ILHAS E BAIXOS RECONHECIDOS NO GLOBO.
Extrahido das descripções, e diarios dos mais celebres e acreditados navegadores, e habeis astronomos e hydrografos.
Por ordem da Academia Real das Sciencias de Lisboa.
Parte Undecima.
Que comprehende as Costas do Brasil de Cabo Norte até ao Rio da Prata, com a Patagonia, Chili, e Perú, até ao Isthmo de Panamá, com as ilhas adjacentes, e navegação nestes mares por Antonio Lopes da Costa e Almeida
Do conselho de Sua Magestade, Commendador na Ordem Militar de S. Bento de Aviz, Capitão de Mar e Guerra, Vogal Supplente do Supremo Conselho de Justiça Militar, Commandante da Companhia dos Guardas- Marinhas, director da Escola Naval e da Construcção Naval, Socio Effectivo da Academia Real das Sciencias, e da Associação Marítima e Colonial, e Membro do instituto Historico e Geographico Brasileiro.
Segunda edição muito acrescentada e correcta pelo Autor.

Lisboa.
Typografia da Academia. 1849.

Enc. da época, int. de pele; (4)+ 463+ 24 págs.; 21 cm.
Exemplar em bom estado.
As ultimas 24 págs. são a " TABOA COSMOGRAPHICA das costas, mares, ilhas, e baixos, descriptos na 11ª parte deste roteiro."
Inocencio diz que a obra se divide em 11 Partes, sendo este portanto o último vol. da coleção. E também diz que " as partes VII e IX ainda não sahiram á luz. " In- Inoc. T.I, pág. 187/8.

140,00 €
1786

ALMEIDA, M. LOPES D` / CÉSAR PEGADO - LIVRO 2º DO REGIMENTO DAS CARTAS DOS GOVERNADORES DAS ARMAS.
(1653- 1657 )
Publicado por M. Lopes D`Almeida e Cesar Pegado.
Biblioteca da Universidade.
Coimbra - 1940.

B.; XI+ 237 págs.+ (1) fl bco; 26 cm.
Capas de brochura ligeiramente manchadas do tempo, exemplar parcialmente por abrir.
Com um indice onomástico e com um índice geográfico.

" (...) Os nossos historiadores das guerras da Restauração hão de gostar de ver êste Livro 2º do Registo das cartas, pois nele encontrarão matéria farta para os seus estudos. O livro é sobretudo importante pelo que revela da personalidade dos chefes militares, do Conde de Soure, de Francisco de Melo, do Conde de S. Lourenço, e sobretudo dêsse grande general da cavalaria, um dos maiores do seu tempo, André de Albuquerque. Porém não o é menos para o conhecimemto da técnica militar, respectiva organização dos quadros e administração interna do exército. (...) Muitas outras referências a pessoas ajudarão a conhecer melhor a sua actividade e o seu valor em ocasião tão arriscada para o reino. (...) " In - pág. XI

30,00 €
6503

ANDERSEN, W. C. - UMA VISITA EM PORTUGAL EM 1866
Tradução directa e notas de Dr. Silva Duarte.
Lisboa - 1971

B.; 177+ (2) págs.; il.; 21 cm.

" Foi ocasionalmente no posfácio da tradução de alguns contos de Andersen que Ana de Castro Osório compôs de parceria com Lisa Tilberg, que encontrei a indicação de que o grande contista dinamarquês havia realizado uma demorada viagem a Portugal e dela deixara registo « nas suas memórias e correspondência ». A circunstância aí mencionada de ter sido hóspede de Castilho e de com ele ter trocado correspondência, mais me despertou a curiosidade de conhecer as referências ao nosso país dum tão notável escritor nórdico.
Verifiquei em Copenhaga tratar- se de « Et Besog i Portugal 1866 » ( Uma visita em Portugal em 1866 ), fazendo parte das Obras Completas publicadas em 1868, que nunca tivera edição separada, como sucedera, entre outros diários de viagem, com o admirável « I Spanien » ( Em Espanha ), recentemente republicado. (...)" In- pág. 3.

20,00 €
6482

ANDRADE, FERREIRA DE - A VILA DE CASCAIS E O TERRAMOTO DE 1755
VI Centenário da Vila de Cascais.
2ª Edição
Cascais, 1964.
Edição da Câmara de Cascais.

B.; 55 págs.+ 8 estampas em extratextos; il.; 23 cm.
Exemplar por abrir.

" (...) O documento, de que nos vamos ocupar e será objecto deste trabalho, consta de um dos livros manuscritos do cronista franciscano, frei Vicente Salgado, um dos espíritos mais cultos e estudioso incansável da Ordem Terceira de Penitência. (...) " In- pág. 8

20,00 €
6445

ANDRADE, MANUEL CARLOS DE - LUZ DA LIBERAL E NOBRE ARTE DA CAVALLARIA
Livraria Sam Carlos.
Lisboa.
3ª Edição, Outubro de 1997.
.
Encadernação editorial int. de sint. com o título gravado a ouro na pasta da frente e na lomb.; (2)+ XXVI págs.+ (1) fl bco+ 454+ (1) págs.+ 1 retrato + 93 gravs. extratexto, sendo algumas desdobráveis; 35 cm.
Desta edição fac-similada (da ed. de 1790 ) procedeu- se a uma tiragem de mil e cem exemplares, impressos em papel Munken Pure de 150 gramas, numerados e assinados pelos editores responsáveis, Silvério P. Amaro e Luís Filipe Carvalho Ribeiro.

" Digna de las magníficas ediciones ilustradas del caballero Pluvinel y del Duque de Newcastle, es la obra Luz da liberal e nobre arte da Cavallaria, dedicada al príncipe del Brasil, por D. Manuel Carlos de Andrade, picador da Picaria Real de Sua Magestade fidelissima. Obra in folio, impresa em Lisboa, por ordem del Rey, en la imprenta Real, el año de 1790.
Compónese esta obra, á más de la dedicatoria y del prólogo, de diez libros ó capítulos, contenidos em 454 páginas, é ilustrados com más de 93 hermosas estampas de varios autores, las más de 26 centímetros po 17 de ancho; otras de unos 25 centimetros de alto por 36 de ancho, dobladas.
Andrade y los artistas que le ayudaron, tuvieron á la vista, se ve claramete, las más hermosas y artísticas ediciones de obras de equitación francesas, inglesas, austriacas y alemanas ( citadas en el prólogo del libro portugués ). Este es muy interessante, además de todo, por los datos de indumentaria portuguesa de la época en que se escribió, suministrados por sus estampas. En éstas figuran, luciéndose en ejercicios de picadero, el Rey ( páginas 314, 342 y 345 ); el principe Don Juan ( portada y páginas 227, 257, 316 y 357 ); el principe Don José ( páginas 222, 260, 265, y 362 ), y el Marquês de Marialva ( páginas 349, 353, 385, 398, 404 y 409 ). (...) " In- Marqués de Torrecilla, N.º 25.
.
" Nesta luxuosa obra, (...) intervieram os mais notáveis artistas da época e até alguns estrangeiros. Figuram aí como abridores Fróis Machado, Manuel Alegre, Fernandez Piedra, Martini e Gregório de Queiroz. Exceptuando as chapas abertas por Carneiro da Silva ( 49 e 73 ) as que mais se distinguem na correcção do buril são as de Fernandez Piedra. (...) " E. Soares, Hist. da Grav. Artística em Portugal, vol. I , nº 1076, p. 304.

180,00 €
4925

ANSELMO, ARTUR - ORIGENS DA IMPRENSA EM PORTUGAL
Imprensa Nacional - Casa da Moeda
Lisboa, 1981.

B.; 510 ( inc. 1 fl bco )+ (5) págs.; 28 cm.
Com dedicatória do autor no anterrosto.

" (...) Obra indispensável a investigadores, bibliotecas públicas, e particulares, universidades, centros de cultura, professores, estudantes e, de um modo geral, a todas as pessoas interessadas no Livro Português (...) "

" O autor nasceu em Valadares ( Monção ) em 1940. Licenciado em Filologia Românica com distinção, pela Faculdade de Letras de Lisboa, fez estudos de pós- graduação na Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde obteve o título de mestre em Comunicação, e é Doutor em Estudos Portugueses e Brasileiros pela Universidade de Paris- Soborne. Professor da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais e da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, trabalha, desde 1977, como bolseiro do Instituto Nacional de Investigação Científica.(...) "

70,00 €
1925

AREIA, A. VIEIRA D` - O PROCESSO DOS TEMPLÁRIOS
Enigmas da História.
Livraria Civilização - Editora. Porto. S.d.

B. de 158 págs.+ (1) fl; 20 cm.
Este exemplar tem uma assinatura de posse no anterrosto e outra no frontispício.

" Este livro não é uma apologia nem um libelo. Pretende ùnicamente recordar, no quadro distante em que decorreu, um episódio dramático da História. Não o absolve nem condena - procura explicá- lo. Perante os factos, tais como, através de mil vicissitudes, chegaram até nós, uma conclusão, uma única se impõe: o processo dos Templários foi, antes de mais nada, um processo político. Àqueles que primeiro julgaram os freires interessava, acima de tudo, obter uma justificação para sentença prèviamente lavrada. (...) " In- pág. 5

20,00 €
6496

ARRIAGA, KAÚLZA DE / SILVINO SILVÉRIO MARQUES / BETHENCOURT RODRIGUES /J. DA LUZ CUNHA - ÁFRICA, A VITÓRIA TRAÍDA
Editorial INTERVENÇÃO, Lda.
Lisboa, 1977

B.; 276 + (1) pág.+ 3 mapas desdobvs extratexto (da Guiné, de Angola e Moçambique ); il.; 21 cm.

" A situação militar enfrentada pelas Forças Armadass Nacionais, nos princípios de 1974, nos Teatros de Operações da Guiné, de Angola, de Moçambique, constitui a mais importante e generalizada justificação do processo designado por «descolonização», da forma desastrosa como foi conduzido e dos resultados trágicos que provocou.
A guerra estaria militarmente perdida, segundo uns. E também política e diplomaticamente, segundo outros. Havria que evitar, de qualquer maneira, um desonroso desenlace para a sorte das nossas armas. (...) " In- pág. 19

15,00 €
6489

ARTESANATO DE MOLELOS - CERÂMICA DE BARRO NEGRO
Tondela - Portugal.
.

Enc. de lomb. em sint. com as capas de br.; 12 fls.; muito ilustrado; 22 cm.
Capa de br. posterior com escritos.

Catálogo trilingue, com as medidas e gravuras das peças. Tem também os preços que acrescentaram a tinta.

" O barro negro, natural, é obtido nas camadas argilosas da região de Molelos, pequena aldeia do Concelho de Tondela, distrito de Viseu, Província da Beira Alta. (...)
Os modelos e técnicas são de tradicionalismo regional absoluto.
É pois uma expressão de puro Artesanato Regional Português que vos oferecemos. "

25,00 €
5777

AZEREDO, FRANCISCO DE - CASAS SENHORIAIS PORTUGUESAS
ROTEIRO da Viagem de Estudo do IBI.
Internationales Burgen- Institut.
Instituto Internacional dos Castelos.
Setembro de 1986.

B.; 144+ (3) págs.; ilustrado com desenhos do autor; 25 cm.
Com uma etiqueta na anterrosto.
Exemplar da tiragem de 500 exemplares, numerada e assinada pelo autor.

"(...) Trata- se, agora, de planear a quarta viagem de estudo, que por vontade expressa dos dirigentes do I. B. I. deverá incidir na visita ás mesmas regiões da 2ª viagem e com o objectivo de visitar, pelo menos, uma grande parte das casas nela já visitadas.
É este o motivo pelo qual este segundo volume das Casas Senhoriais Portuguesas nos aparece como um parêntesis na obra mais vasta em que estou a trabalhar.
Este livro vai servir de guia, como acima digo, aos participantes nesta viagem de estudo, os quais na sua quase totalidade são diferentes daqueles que em 1978 visitaram as casas descritas no 1º volume. Seria portanto de todo inconveniente, ao visitarem certas casas, remetê- los para a consulta de um volume que hoje não tem possibilidade de adquirir.(...) " In Intróito.
Este Roteiro inclui uma " Nota Explicativa " em português, francês e inglês.

55,00 €
6475

BRAGA, TEÓFILO - HISTORIA DAS NOVELLAS PORTUGUEZAS DE CAVALLERIA
FORMAÇÃO DO AMADIS DE GAULA.
Porto.
Imprensa Portugueza - Editora.
1873

Enc. da época de lomb. em pele, com as capas de brochura e carminado à cabeça; VI+ 298+ (1) pág.; 20 cm.

" (...) Este estudo , que estava por fazer entre nós, é tentado agora na História das Novellas portuguezas de cavalleria; a formação do Amadis de Gaula, vae explicar- nos não só a grande lei litteraria da transmutação das Canções de Gesta em prosa novellesca, mas ao mesmo tempo dar- nos o sentido vital para comprehender estas creações da sociedade aristocratica do seculo XV. (...) " In- pág. VI

50,00 €
6513

BRÁSIO, ANTÓNIO - D. ANTÓNIO BARROSO
Missionário - Cientista - Missiólogo
Selecção introdução e notas por...
Centro de Estudos Históricos Ultramarinos.
Lisboa 1961.

B.; LIII+ (2)+ 687 págs.+ 11 ilustrações extratexto; il.; 25 cm.
As ilustrações são gravuras de Angola e Moçambique.

" (...) Os relatórios e outros escritos saídos da pena, da inteligência e do coração ardentemente português e cristão do grande missionário e mestre de missionários, (...) bem mereciam passar para a luz da ribalta, pois inéditos uns, raros outros e muitos pràticamente inacessíveis aos estudiosos, formam o mais notável acervo de informações fidedignas e de estudos missiológicos escritos em Portugal no séc XIX e até hoje publicado. (...) " In- pág. XIX

30,00 €
6480

CÂMARA, JOÃO DE SOUSA DA - FERNANDO PESSOA
« SUPRA - CAMÕES »
Brasões e Gerações de Avós.
Poeta patrono da XVII Exposição Europeia de Arte, Ciência e Cultura.
Lisboa - 1983.

B.; CXII+ (1) pág.+ 1 estampa extratexto ( brasão pintado por Pessoa, com as armas do seu trisavô, José António de Araújo e Sousa); 23 cm.

" (...) Pois bem existe um manuscrito precioso, até hoje inédito, um livro com a sentença cível de nobreza dada ao irmão mais velho deste trisavô de Fernando Pessoa, isto é, a Roque Landeiro Pereira de Sousa, um in- fólio com 100 folhas do século XVIII (1778), numa «bela encadernação da época, inteira de carneira, decorada de ferros a ouro nas pastas», com as mais diversas notícias sobre os avós do nosso grande poeta. Este códice, que é, como dissemos, inédito, é a chave desta nossa comunicação ao presente congresso e o seu tomo justifica- se pelo seguinte: o saber heráldico pode ser contestável, mas a probidade da documentação tem de ser indisputável. (...) In- pág. XI.

30,00 €
2050

CANEDO, FERNANDO DE CASTRO DA SILVA - A DESCENDÊNCIA PORTUGUESA DE EL-REI D. JOÃO II
2 ª edição ( Fac- simile da 1ª edição de 1945 ), 1993
Barbosa & Xavier, Lda - Artes Gráficas. Braga.
Tiragem de 500 exemplares.

B.; 3 vols. 27 cm.

A obra trata da descendência de D. Jorge, Duque de Coimbra, filho bastardo do Rei e de D. Ana de Mendonça, que deu origem às mais ilustres famílias portuguesas.
" D. Jorge de Lancastre que nasceu em Abrantes a 11- XI- 1481 e faleceu em Setúbal a 22- VII- 1550, sendo sepultado na antiga igreja do Castelo de Palmela, hoje em ruínas, foi desde a idade de três anos confiado aos cuidados de sua tia a princesa D. Joana, mais tarde beatificada e vulgarmente conhecida pela Princesa Santa- Joana, que o criou e começou educando no Mosteiro de Aveiro até à sua morte ocorrida a 12- V- 1490. (...) "

150,00 €
6515

CASIMIRO, PADRE - APONTAMENTOS PARA A HISTÓRIA DA REVOLUÇÃO DO MINHO EM 1846 OU DA MARIA DA FONTE.
Finda a guerra em 1847.
Raízes. Edições Rolim. S.d.

B.; (36)+ XI+ 1 est.+ (2)+ 462 págs.; il.; 21 cm.
Fac- símile da edição de 1883 com prefácio de José Manuel Sobral.

20,00 €
6497

CATÁLOGO - ANNA C. - ANDREA C.
EUROPA-SUD AMERICA-EUROPA. LINEA C
Catalogo com 90 fotografias destes 2 paquetes. S. d. ( anos 40/ 50 ); 16 cm x 25 cm.
.
" (...) 1947 ANNA C, Giacomo Costa fu Andrea, "Linea C", Génova, que o converteu no seu primeiro navio de passageiros, cuja pintura do seu casco de cor branca e uma lista azul a todo comprimento, dava-lhe um realce harmonioso, aliado à cor amarela da sua chaminé, que ostentava ao centro a letra C pintada a azul. Após reequipado e ampliada a sua acomodação para passageiros, foi colocado na linha da costa leste da América do Sul, e em 31/03/1948 partia de Génova com escala pelos portos de Cannes, Barcelona, Lisboa, Rio de Janeiro, Santos e Buenos Aires. O ANNA C foi a primeira unidade da Linea C totalmente dedicada ao transporte de passageiros e oferecia na 1ª e 2ª classes, salão de baile, restaurante, sala de estar, bar, cinema e piscina, e ainda sistema de ar condicionado. (...) "
" (...) ANDREA C, 1959 foi reconstruído e modernizado aumentando o comprimento para 142,3m/ 8.604tb, passando a alternar as usuais viagens de passageiros com as de cruzeiro; 1969 ANDREA C, Costa Armatori SpA, Génova, nova designação social da empresa Giacomo Costa fu Andrea, Linea C; 1970 mais uma vez foi reconstruído quando recebeu uma nova proa e o respectivo castelo e um convés contínuo foram alongados para a parte da popa. (...) "
" (...) Estes 2 paquetes escalavam com alguma regularidade o animado porto de Lisboa nas suas viagens para as Américas do Sul e Central e no seu regresso a Génova. (...) " In- Blog Navios à vista.

25,00 €
6512

CATALOGUE - MAISON EGROT - ALAMBICS
pour la production des Eaux- de- Vie de Vins, Cidres, Poirés, Fruits, Lies, Grains, etc.
Construits par la Maisno EGROT, Fondée en 1780.
Deuxiéme Édition 1893
Paris.

B.; 34 págs.; il.; 26 cm.

" La Maison Egrot a été fondée en 1780 par F. Egrot. L`usine actuelle a été édifiée en 1864, rue Mathis, à Paris. (...)
Les ateliers occupent maintenant 250 employés et ouvriers. (...)
Elle fournit les Ministéres de la Guerre, de la Marine, des Finances, de l`intérieur, du Commerce, de l`Agriculture, l`Administration de l`Assistance public, les Manufactures de l`Etat, les Laboratoires de l`Etat de la ville de Paris, du Muséum, du Collége de France, de l`Ecole Polytechnique, de l`Ecole Centrale, etc. "

20,00 €
6493

CONDE, ANTÓNIA FIALHO - CISTER A SUL DO TEJO
O mosteiro se S. Bento de Cástris e a Congregação Autónoma de Alcobaça.
( 1567 - 1776 )
Edições Colibri. Lisboa. 2009.

B.; 607 págs.; 23 cm.

" (...) Assim, o estudo de uma comunidade religiosa em particular, como o mosteiro eborense de S. Bento de Cástris, afigura- se- nos de particular importância para a compreensão da história local e regional, particularmente num período significattivo para a sua história, contribuindo ainda para um melhor conhecimento acerca da presença, nete caso, da Ordem de Cister em Portugal e, mais especificamente, no Sul do país. (...) " In Introdução.

25,00 €
6488

DELABAYS, JOSEPH - DESTINO TRÁGICO DUM MONARCA PACÍFICO
O Imperador - Rei Carlos da Áustria - Hungria.
( 1887 - 1922 )
Edições Gama.
Lisboa.
1947.

B.; 296 págs.+ (8) gravs.; 8 ilusts. extratexto; 19 cm.
Exemplar por abrir e com sinais de acidez nas capas de br.

" (...) Nas páginas que vão ler-se, será pois o destino trágico do Imperador- rei Carlos que eu contarei, o trágico destino desse príncipe deveras amigo da paz e a quem não devem ser imputadas culpas na declaração de guerra de 1914 pela Austria- Hungria, porquanto em 1914 ele não era senão arquiduque herdeiro. Não participou no concelho da Coroa que decidiu a guerra. (...) " In- Prólogo.

35,00 €
6448

FERRO, ANTONIO - SALAZAR
O Homem e a sua obra.
Prefácio de Oliveira Salazar.
Emprêsa Nacional de Publicidade.

B.; XLI+ (2) fls+ 228 págs.+ (3) fls+ 1 foto. extratexto; il.; 19 cm.

" Confessa o autor dêste livro ter encontrado na opinião pública uma ideia confusa, contraditória, inexacta, do Ministro das Finanças e hoje Chefe do Govêrno; e daí lhe nasceu o intento de iluminar alguns aspectos ignorados, de vincar alguns traços mais expressivos, de fazer expor alguns problemas da política e da administração pública, não abordados ainda e que melhor esclarecessem o público. (...) " In- Prefácio.

20,00 €
6474

FLANDRIN, JEAN- LOUIS - FAMÍLIAS
Parentesco, Casa e Sexualidade na Sociedade Antiga.
Imprensa Universitária.
Editorial Estampa.
Coleção - Imprensa Universitária - Nº 95

B.; 291+ (4) págs.; 21 cm.

" Em - Famílias - Jean- Louis Flandrin estuda as diferenças entre as famílias dos séculos XVI a XVIII e as famílias actuais. Que se sabe de concreto sobre as relações entre o casal, a atitude dos pais para com os filhos, acerca do papel da família na educação?
Investigações recentes modificaram a visão de sociólogos e juristas a propósito do núcleo familiar do «Antigo Regime». Por isso torna- se necessária uma síntese sobre esta temática. De conclusões certamente provisórias, este trabalho revela- se uma etapa indispensável para o estudo da vida íntima da sociedade de outrora e para que lhe possamos compreender melhor também os nossos comportamentos. " In- contracapa.

Título original: Familles. Parenté, maison, sexualité dans l`ancienne société.

18,00 €
6492

INVENTARIO PAZOS Y TORRES - PONTEVEDRA Y TIERRA DE MONTES
Volume 7
Edita: Asociación de Amigos de los Pazos. - Vigo.
1985

Revista nº 7; B.; 143 págs.+ 2 extratextos desdvs.; muito ilustrada; 21 cm.

" (...) Con este libro en sus manos, el estudioso o el simple curioso ya tendrá desde ahora una iniciación fundamental, una orientación segura. (...) Más que una obra friamente erudita es una evocación que, a la manera de Proust, nos conduce a las casas y los senderos de nuestra niñez y de nuestra juventud.
Parece como si los Varela nos abrieran las puertas de la Buzaca con mil cortesias; Pepe Garcia Vidal nos invitase en la solana de la Braña; Sarita Hostos se dejase atemorizar por el fantasma d pedro Madruga de Soutomaior; (...) " In- Prólogo.

25,00 €
3902

JACKSON, CATHARINA CARLOTA ( LADY ) - A FORMOSA LUSITANIA
Versão do inglez, prefaciada e annotada
por CAMILO CASTELLO BRANCO.
Porto. Livraria Portuense - Editora.
1877

Edição luxuosa com uma enc. editorial com ferros a ouro e a preto; 448+ (4) págs+ 20 gravuras extratexto.; il.; 26 cm.
Bom exemplar.

Tradução do livro " Fair Lusitania ", London, 1874.
Obra muito procurada pois trata de mais uma visão de Portugal do séc. XIX, escrita por uma inglesa, enriquecida com prefácio e tradução de Camilo Castelo Branco e ilustrada com belissimas gravuras de Lisboa, Sintra, Colares, Mafra, Porto e Vila Nova de Gaia, Douro, Barcelos, Coimbra, Bussaco e Batalha.

160,00 €
6516

KORRODI, ERNESTO - ESTUDOS DE RECONSTRUÇÃO SOBRE O CASTELO DE LEIRIA.
Reconstituição Graphica de um notavel exemplo de construcção civil e militar portugueza [...].
26 Estampas de reproducções photolythographicas dos desenhos originaes, comprehendendo plantas, córtes, perspectivas e detalhes com numerosos desenhos no texto.
Zurich: Instituto Polypgraphico. 1898.

Uma pasta com (1)+ XXXV fls. soltas; il.; 48 cm.
Edição ( luxuosa ) de 200 exemplares numerados e rubricados pelo autor.
Estudo minucioso e profusamente ilustrado com desenhos de projectos, alçados, pormenores, etc. Muito raro e procurado.

" (...) Estamos pois em presença, não de um castello mas de uma simples habitação apalaçada. (...)
Nada se sabe de positivo sobre a era da construção. A maior parte dos escriptores e archeologos attribuem a sua fundação a D. Diniz, mas achamos que esta supposição apenas se funda na existência de uma inscripção que existe na porta da Torre de Menagem e que se refere á fundação d`esta parte da fortaleza, que effefectivamente foi erigida pelo dito rei, o que porém nada prova com respeito á edificação da alcaçova. (...) " In- fl. IX

V. Duarte de Sousa, Lx 1972, nº 387.

300,00 €
6494

LEISNER, VERA & G. ZBYSZEWSKI & O. DA VEIGA FERREIRA - LES MONUMENTS PRÉHISTORIQUES DE PRAIA DAS MAÇAS ET DE CASAINHOS.
Serviços Geológicos de Portugal.
Memória N.º 16 - ( Nova Série )
Lisboa. 1969.

B.; 100.+ (3) págs.+ XVIII estampas extratexto; 32 cm.
Trabalho profusamente ilustrado em folhas à parte, impressas em papel couché.

" La région littorale au Nord de la Serra de Sintra est essentiellement formée par un complexe de grés, d`argiles et de calcaires d`âge cénomanien, recouverts par quelques dêpots tertiaires et quaternaires. (...) " In- pág. 7

28,00 €
437

LEONE, METZNER - PEDRO ÁLVARES CABRAL
Editorial Aster.
Lisboa - 1968.

B. de 522+ (5) págs.+ (8) fls extratexto com ilustrações; 22 cm.
É o nº 51 da coleção - Grandes Biografias.

" (...) Ao que vai ler- se quase poderia chamar- se « biografia polémica de Pedro Álvares Cabral» , embora os objectivos polémicos não façam parte das minhas intenções - mas foram tantas as deturpações que encontrei durante a minha pesquisa dos elementos biográficos, que não poderia calá- las e passar sobre elas, como se não as tivesse conhecido. Não sou historiador, nem me considero um literato: apenas um jornalista sem jornal - por nunca ter aprendido a escrever nos jornais dos outros e por nunca ter podido fazer um jornal meu. (...) " In- Introdução

25,00 €
6472

LIMA, FERNANDO DE CASTRO PIRES DE - NA LINHA DE FOGO
( Discursos e Conferencias )
Livraria Civilização - Editora. Pôrto.

B.; 248+ (1) pág.; 20 cm.

" - Na Linha de Fogo - é o título genérico que dei a uma série de conferências e discursos que focam vários aspectos da vida portuguesa.
Todos eles foram pronunciados sob o signo do Estado Novo. Sofrem talvez duma certa impetuosidade e violência, mas, se assim não fôsse, ninguém acreditaria que o autor ainda não chegou à casa dos trinta anos. (...)
É obra de propaganda intensa, a bem da nação. (..)" In- Prefácio.

20,00 €
6505

LIMA, JOAQUIM PIRES DE - ARES DO CAMPO
Barcelos - 1937

Enc. nova int. de sint. com as capas de brochura; 149+ (2) págs.; 21 cm.
Manchas de água num dos cantos, no inicio e no fim do livro, não afetando o texto.

Índice - A doença de S. Roque. A epidemia de 1918. A castração da porca. O cirurgião da charneca. O castro luso- romano de S. Miguel- o- Anjo. Luiz de Freitas Viegas. O cavalo maluco. Demografia e ensino. Há cinquenta anos. Fantasias de um tirsense em férias. A primeira consulta. Os bichos são como a gente. O orvalho da Rela. O Senhor fora. Tendências comunistas do povo do Minho. Progresso agrícola. Fontes duma novela camiliana: « A Morgada de Romariz». No Parque das Águas de Melgaço.

40,00 €
6509

LINO, RAUL - OS PAÇOS REAIS DA VILA DE SINTRA
Quatro palavras sobre...
Edição de Valentim de Carvalho, Limitada.
Lisboa - 1948

B.; 135+ (6) págs.+ 1 mapa desd.+ XIV fotogravuras extratexto; il.; 24 cm.
Com desenhos do autor .

" (...) Embora seja da tradição haverem os vális mouros construído aqui sua residência, e saber- se documentalmente que vários reis da Iª dinastia nesta mesma estância assistiram, o certo é que já nada ali resta que ateste com segurança a existência de tão remotas construções, porque as obras empreendidas por D. João I se terão sobreposto ao que até lá se conservara, obliterando restos de arquitectura de tempos mais rudes, aproveitando, quando muito, alicerces, alvenarias ou outros elementos - mudos para a história do monumento. (...) " In- pág. 21

45,00 €
6504

MACEDO, JORGE BORGES DE - PROBLEMAS DE HISTÓRIA DA INDÚSTRIA PORTUGUESA NO SÉCULO XVIII
Associação Industrial Portuguesa
Lisboa - 1963

B.; 394+ 819 pág.+ 5 mapas e 9 gravs. (extratextos); 24 cm.
É o nº 20 da Coleção "Estudos de Economia Aplicada."

25,00 €
6502

MATTA, CAEIRO DA - PROJECÇÃO DE SALAZAR NO ESTRANGEIRO
1928 - 1948
Prefácio de...
União Nacional do Porto, 1949.

B.; XVI+ 258 págs.; 20 cm.
Exemplar com uma assinatura de posse na primeira folha e com uma ligeira mancha de água no canto superior no início do livro.

" Prefácio - Reúniram- se neste volume, por iniciativa, digna do maior aplauso, da União Nacional do Porto, opiniões e depoimentos de notáveis personalidades estrangeiras sobre a figura do Chefe do Governo Português. Mostram as suas páginas, sem dúvida (...) o alto apreço em que é tido além- fonteiras o insigne homem de Estado (...) " In - pág. V
Os diversos Depoimentos vem da Santa Sé, Argentina, Bélgica, Brasil, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, E. U. da América do Norte, França, Grécia, Holanda, Hungria, Inglaterra, Irlanda, Itália, Japão, Jugoslávia, Letónia, Marrocos, México, Noruega, Peru, Polónia, Roménia, Suécia, Suiça e U. S. Africana.

15,00 €
6508

MELO, FRANCISCO MANUEL DE - EPANÁFORAS
DE VÁRIA HISTÓRIA PORTUGUESA.
3.ª edição, revista e anotada por EDGAR PRESTAGE.
Imprensa da Universidade
Coimbra - 1931.

Enc. nova int. de sint., com as capas de br.; XXI+ 463+ (3) págs.; 24 cm.
Exemplar por abrir.

O titulo original é - EPANAPHORAS DE VARIA HISTORIA PORTUGUEZA. A ElRey Nosso Senhor D. Afonso V. Em cinco relaçoens de sucessos pertencentes a este reyno. Que contem negocios publicos, Politicos, Tragicos, Amorosos, Belicos, Triunfantes. Por Dom Francisco Manuel. Lisboa (...) Anno de 1660.

" (...) Existem somente duas edições da obra agora reimpressa, a primeira de 1660, mandada publicar pelo autor, e a de 1676, e quando um exemplar de uma ou outra aparece à venda, custa caro; ambas são de leitura e até de inteligência difíceis, por causa das abreviaturas e pontuação exagerada. Não procurei organizar uma edição crítica para uso dos eruditos; só tive por mira ministrar um texto legível e quanto possível correcto, tomando por base o de 1660, e facilitar a leitura duma obra prima às pessoas cultas e em especial aos estudiosos de história. (...) " Londres, Maio de 1931 - Edgar Prestage.

50,00 €
6495

MILLET- ROBINET, ( CORA ) - MAISON RUSTIQUE DES DAMES
par...
Neuvième èdition.
Tome Premier
Orné de 110 gravures.

Paris, s.d. ( séc XIX )

São 2 vols.; enc. da época de lomb. em pele; Tome Premier
Orné de 110 gravures; XI+ 196+ (14) págs. e Tome Deuxième
Orné de 141 gravures; (4)+ 674 págs.; ilu.; 18 cm.
A obra encontra- se dividida em 5 Partes.
No 1º Volume, a 1ª Parte - "Tenue de Ménage " e a 2ª Parte - "Manuel de Cuisine", tendo na pág. 613 "Menus de Déjeuners et de Diners". No 2º Volume a 3ª Parte "Medecine Domestique"; a 4ª Parte - "Jardin" e a 5ª Parte - " Ferme. "

30,00 €
3388

MORAES, MARIA ADELAIDE PEREIRA DE - VELHAS CASAS - X
CASA DE SEZIM
Separata do Boletim de Trabalhos Históricos.
Guimarães - 1985

Br. (1) fl+ 161 pág+ 1 estampa extra- texto+ 1 desdobravel ( quadro genealógico ); 24 cm.

A Autora, prestigiada Genealogista, tem neste campo uma vasta obra muito apreciada e considerada.
No caso presente, descreve uma conceituada Casa, de ilustre linhagem, e, fisícamente, Casa imponente de nobre aspecto com um bonito frontão.
Tem mais obras de caracter cultural e monográfico.

35,00 €
6511

MORAIS, ARMINDO ( DR. ) - ÁGUAS DE BEM- SAÚDE
1725 - 1956
O VIGÉSIMO ANIVERSÁRIO
da concessão em nome de Dr Armindo Morais.

B.; 91 págs.+ 1 retrato do autor; il.; 22 cm.
Com dedicatória do autor.

" (...) No século XVIII o Aquilégio do médico da Casa Real Dr. Fonseca Henriques ( Mirandela ), o primeiro tratado de hidrologia médica (1725), faz já alusão às qualidades terapêuticas das águas de Bem- Saúde. Começa aqui o começo da sua exploração organizada. Mais tarde, no século XIX, El- Rei D. Carlos decreta a legislação sobre a exploração dos estabelecimentos termais. (...)" In- pág.8

25,00 €
6514

MURPHY, JAMES ( 1760-1814 ) - PLANS/ ELEVATIONS SECTIONS/ AND VIEWS OF THE CHURCH OF BATALHA,/ IN THE PROVINCE OF/ ESTREMADURA IN PORTUGAL/
With the History and Description/ by FR. LUIS DE SOUSA with remarks./
To which is prefixed/ an Introductory Discourse/ on the Principles of/ Gothic Architecture/
by James Murphy Arch.t./ Illustrated with 27 Plates/
London : printed for I. & J. Taylor, High Holborn, 1795.

Enc. antiga de lomb. e cantos em pele; (8)+ 61págs.+ 25 gravs. (sendo 2 duplas). extratexto; il.; 52 cm.
Exemplar com 2 ex- libris.
Alem das gravuras já mencionadas o livro começa com uma portada alegórica e na página da Dedicatória tem um pequeno retrato de James Murphy.

Obra monumental pelo tamanho (in- folio), pela perfeição das gravuras e pela qualidade da impressão.
Livro raro do séc. XVIII principalmente quando aparece completo e em bom estado, como é o caso deste exemplar.

V. Duarte de Sousa, Lx 1974, nº 510.

s/consulta
6444

NEIVA, MANUEL ALBINO PENTEADO - FONTE BOA
Passado e presente.
Fonte Boa.1997

B.; (2)+ 181 págs.; il.; 23 cm.

" Inserida numa fértil veiga, Fonte Boa apresenta- se emoldurada por um verde campestre que a distingue das demais freguesias do concelho de Esposende. (...) " In- pág. 5.

15,00 €
6507

OLIVEIRA, ERNESTO VEIGA DE/ FERNANDO GALHANO / BENJAMIM PEREIRA - SISTEMAS DE MOAGEM
TECNOLOGIA TRADICIONAL PORTUGUESA
Lisboa, 1983.
Instituto Nacional de Investigação Científica.
Centro de Estudos de Etnologia.
Etnologia - 2

B. com badanas; 520+ (1) pág.; il. ; 24 cm.
Muito ilustrado com fotografias e desenhos. Os desenhos são de Fernando Galhano e Manuela Costa.

A obra compreende " três partes descritivas: I - Sistemas primordiais de moagem: almofarizes, mós manuais, de vaivém e rotativas, e atafonas. II - Moinhos de água, de roda horizontal e vertical. III - Moinhos de vento, fixos, giratórios, e de armação -, precedidas, cada uma delas, de uma curta introdução histórica.
Para terminar, queremos assinalar que, mais uma vez, o Professor Jorge Dias está presente em todo este trabalho, com a sua colaboração efectiva em grande parte dele, (...) " In- pág 6.

65,00 €
6517

OURIVESARIA PORTUGUESA - REVISTA OFICIAL DO GRÉMIO DOS INDUSTRIAIS DE OURIVESARIA DO NORTE
Director: Gabriel Ferreira Marques ( Presidente do Grémio ).
Editor: Francisco de Oliveira Sampaio Júnior. ( Secretário do Grémio ).
Lito. Nacional.
Porto, 1948 a 1952.
.
COLEÇÂO COMPLETA desta importante publicação para o estudo da ourivesaria em Portugal, dividida em 20 fasciculos. A obra é muito ilustrada com gravuras, fotografias e desenhos, no texto e em extratexto. Publicação que contou com colaboradores como Reinaldo dos Santos, Artur de Magalhães Basto, Conde de Aurora, Carlos da Silva Lopes, Alfredo Guimarães, Armando de Matos, Rodrigues Cavalheiro, Fernando de Castro Pires de Lima, Damião Peres, Luís Chaves, Alberto Pinheiro Torres, Vasco Valente, Nogueira Gonçalves, Abel Viana, João Couto, José Luis Brandão e outros.
BOM EXEMPLAR.

125,00 €
2789

PAÇO, AFONSO DO - A VIDA MILITAR
NO CANCIONEIRO MILITAR PORTUGUÊS
Museu de Etnografia e História.
Junta Distrital do Porto.

B.; VIII ( sendo a 1ª fl bco )+ 88 p.+ (1) fl bco; 23 cm.

" Prefácio - O Tenente Coronel Afonso do Paço, arqueólogo de indiscutível renome, também é um etnógrafo de real merecimento, como tem provado em alguns trabalhos do maior interesse, particularmente no capítulo das coisas militares, como já havia mostrado nas «Gírias militares portuguesas», e na «Vida militar no rifoneiro português». Vem agora a lume numa espécie de sequência a «A Vida Militar no Cancioneiro Popular Português». (...) "

15,00 €
6499

PEREIRA, ANTÓNIO SANTOS - PORTUGAL - O IMPÉRIO URGENTE (1475-1525)
Edição: Imprensa Nacional - Casa da Moeda.
Lisboa - 2003.

COLEÇÂO COMPLETA - 2 volumes.
B.; Vol. I - Os Espaços, os Homens e os Produtos; 549+ (2) págs. e Vol. II - Quadros mentais e aspectos do quotidiano; 360+ (3) págs.; 24 cm.
.
" (...) Neste texto fica demonstrada a existência de capacidade política, financeira e produtiva portuguesa, em diferentes sectores, no período em causa. Nota- se uma densa teia que cobre todo o País, favorecendo intercâmbios positivos dos espaços urbanos com os rurais, onde se afirmam as indústrias típicas, e um grande centro catalisador, Lisboa, com os empórios da Casa da Mina, em finais de Quatrocentos, e da Casa da Índia, em Quinhentos. Caracterizam- se as actividades produtivas e as áreas de desenvolvimento das mesmas e identificam- se as pessoas capazes de gerar riqueza. Ao mesmo tempo antecipa- se a crise quando o desgaste dos recursos ou os abandonos dos agentes rompem os tecidos instalados. " A. dos Santos Pereira.

45,00 €
6501

PEREIRA, ARMANDO - PAÇOS DE FERREIRA
1836 - 1936
NÚMERO COMEMORATIVO DO 1º CENTENÁRIO DO CONCELHO.
Porto, 1936.

B.; 95 págs.; il.; 25 cm.
Juntamente com o
" Hino do Concelho de Paços de Ferreira ", Música de Armando Leça e letra de P. A. Pereira; 2 fls; 25 cm.

Índice: - O Mosteiro de Ferreira- Pedras que falam...- O que dizem as Inquirições Afonsinas- Couto de Ferreira- Os Templários- O Mosteiro: centro de acção agricola- A sua influência- Grandes senhores- Na Terra de Santa Maria- Composição entre a Sé do Porto e o Mosteiro- Os Cónegos Regrantes- O Foral da Terra de Ferreira- S. Pedro de Ferreira- Situação geográfica da vila- Vilegiatura- A antiga freguesia de Santa Eulália de Paços- A sua Honra.
Vida Municipal. A Perspectiva dum século, 1836/ 1939 - Principais presidentes da Câmara, vogais e administradores- Alguns factos e melhoramentos que constam das actas das sessões. A acção da actual Comissão Administrativa.

25,00 €
6491

PEREIRA, ARMANDO DA CÂMARA - TEATRO DE TODO O MUNDO
Mundivisão Artística e Iconográfica da Terra e do Universo
( Sécs. XII - XVII )
Diglivro. Lisboa - 1989.

B.; 266+ (1) pág.; il.; 24 cm.

" A intenção que nos levou a abalançarmo- nos nesta obra, tem a ver com a nossa maneira sintética de analisarmos a arte, integrando várias áreas, neste caso, cosmografia e cartografia, recuperadas pelo seu lado estético e de percepção visual. Segundo o nosso ponto de vista, cosmógrafos e cartógrafos, intentaram um campo de conhecimentos não apenas científico, antes do mais artístico, pela sobrevalorização iconográfica de todos os seus elementos plásticos. (...) " In- Prefácio.
Este estudo foi apresentado como tese de mestrado em História da Arte à Universidade Nova de Lisboa, em Junho de 1984.

25,00 €
6506

PESSOA, FERNANDO - HYRAM
FILOSOFIA RELIGIOSA E CIÊNCIAS OCULTAS
Notas e Posfácio de Petrus.
Colecção " Tendências. "
C. E. P.

B.; 231 págs.; 20 cm.

" COLOFONTE - Hyram reune os textos em que Fernando Pessoa discretea, com invulgaríssima preparação, das ciências e seitas e mistérios e símbolos que estão para lá do visível e do profano.
Apesar das suas insuficiências, inevitáveis quando se trabalha longe dos escrínios em que jazem os documentos inéditos dum escritor, é inegável que esta obra, pela sua unidade e sentido, e até mesmo pela documentação que reune - e jazia perdida nos jornais do tempo, com poucas probalidades de voltar à vida das letras - contribui para fazer luz sobre alguns aspectos, dos mais impenetráveis, aliás, da complexa personalidade de Fernando Pessoa. (...) " In- pág. 231.

45,00 €
5719

PIRES, NUNO FERNANDES - HERÁLDICA FAMILIAR DO CONCELHO DE MACEDO DE CAVALEIROS
João Azevedo, Editor.
Terra Transmontana. 1996.

B.; 61 págs.; il.; 24 cm.
Muito ilustrado.

Trata das seguintes Pedras de Armas: de Arcas, Bornes, Castelãos, Chacim, Cortiços, Limãos, Macedo de Cavaleiros, Morais, Travanca, Valbenfeito, Vilar do Monte e Vilarinho de Agrochão.

25,00 €
6484

SALGADO, PLÍNIO - A MULHER NO SÉCULO XX
3 Desenhos de Carlos Carneiro.
1947 ( 2ª Edição )
Livraria Tavares Martins - Porto

B.; 158+ (1) pág.; il.; 18 cm.

" Este livro é dedicado às mães, esposas, noivas, irmãs, da Nação Portuguesa e da Pátria Brasileira. Escrevi- o como filho, esposo, pai e irmão. Escrevi- o como homem do meu tempo e o mais ínfimo dos discipulos d`Aquele que é o maior dos Mestres. " Lisboa 13 de Abril de 1946. Plínio Salgado.

25,00 €
6473

SANCEAU, ELAINE - O SONHO DA INDIA
AFONSO DE ALBUQUERQUE
Com notas da autora para a primeira edição portuguesa.
2ª Edição.
Tradução do Dr. José Francisco dos Santos.
Livraria Civilização.
Porto. 1943.

B.; 378 págs. 12 gravs. extratexto ( sendo 1 dupla ); 20 cm.
Esta obra na edição original, intitula- se: Indies Adventure. The Amazing Career of Afonso de Albuquerque.

" (...) A obra de Albuquerque foi, essencialmente construtiva. Reconhecemo- lo quando o vemos ocupado no gigantesco edifício que havia delineado, erguendo- o parcelarmente, prodigalizando os mesmos cuidados a todos os pormenores, sem nunca perder de vista o conjunto. Albuquerque construía para o futuro, para durar - « as coisas que fazia », observou um contemporâneo, queria « que durassem para sempre ». Felizmente para êle, nunca chegou a saber que a sua obra, pela própria natureza das coisas, não podia ter continuidade. Nasceu muito antes do seu tempo e os principios em que ele fundava o dominio colonial só em nossos dias triunfaram.(...) " In Introdução.

25,00 €
6523

SANTOS, REYNALDO DOS - A ESCULTURA EM PORTUGAL
1º vol. Séculos XII a XV ( 2º vol. Séculos XVI a XVIII ).
Lisboa. 1948 - 1950 ( Oficinas Gráficas de Bertrand ( Irmãos Lda )
Academia Nacional de Belas Artes.
.
COLECÂO COMPLETA - em dois volumes. Enc. inteira de pele com ferros a ouro nas pastas, mantendo as capas de brochura; sem as sobrecapas editoriais.
1º Volume com 58 págs ( sendo a 1ª fl bco ) + CLXVI estampas extra- texto+ 3 estampas a cores extra- texto+ (8) págs. e 2º Volume com 74 págs. ( sendo a 1ª fl bco )+ VII págs.+ CLXXIX gravs. extra- texto+ 3 gravs. extra- texto+ (8) págs.; 37 cm.
Exemplar valorizado com dedicatória do autor a Sua Excelencia o Presidente da República Marechal Oscar Carmona.
Edição luxuosa, impressa em papel de excelente qualidade e ricamente ilustrada com algumas centenas de reproduções nas páginas de texto e em separado, dos mais notáveis exemplares da escultura portuguesa dos séculos XII a XVIII.
Colaboração de Nogueira Gonçalves na parte histórica, mestres Francisco Franco, Raul Lino e Eduardo Malta na ilustração artistica.

350,00 €
6478

SARAIVA, JOSÉ HERMANO - ITINERÁRIO PORTUGUÊS
O TEMPO E A ALMA
Primeira edição, Março de 1987.
Gradiva.

B.; 587+ (4) págs.; 21 cm.
Com dedicatória do autor.

" Da raia minhota às terras dos Açores, cidade a cidade, uma viagem por Portugal guiada por José Hermano Saraiva. " - Colecção Viagens 1.

20,00 €
6433

TOMÁS, PEDRO FERNANDES - CANÇÕES POPULARES DA BEIRA
Acompanhadas de 58 melodias recolhidas directamente da tradição oral.
Com uma introdução por J. Leite de Vasconcellos.
Coimbra. Imprensa da Universidade. 1923.

Boa enc. da época de lomb. e cantos em pele, com as capas de br.; XXXIII+ 254 págs.+ (1) bfl bco; 24 cm.
Bom exemplar.

" Estando ha muito esgotada a primeira edição desta colecção, que viu a luz da publicidade em 1896, na Figueira da Foz, sai ela agora em nova edição refundida e ampliada com mais algumas canções, recolhidas na mesma região. (...) " In- Prefácio da 2ª edição.

É o volume IX da Coleção - Subsídios para a História da Arte Portuguesa.
( Colecção louvada pelo Ministério da Instrução Pública ).

50,00 €
6486

VALADAS, JORGE FARO ( CAPITÃO ) - A BATALHA DAS LINHAS DE ELVAS
( 14 de janeiro de 1659 )
Edição do Jornal « Linhas de Elvas » e da Câmara Municipal de Elvas.
1954

B.; 95 págs.+ 1 mapa desd. extratexto; 22 cm.
Exemplar por abrir e com algumas manchas de acidez nas capas de brochura.

" (...) Elvas - que nos deu essa « lição » sublime da construção do aqueduto e da elevação da sua portentosa fortificação - foi a pedra angular e a ossatura desse edifício magestoso em que se estruturou a nossa defesa militar contra o gigante austro- castelhano!
Erguendo- se torreante contra a ameaça externa, sacrificando os seus bens e espargindo o seu sangue generoso, Elvas bem mereceu da Pátria Portuguesa ! " In- pág. 6.

20,00 €
6476

VAZ, JOÃO - VILLA NOVA DE GAIA ROMANCE POR JOÃO VAZ DE ÉVORA.
Publicado segundo a edição de 1630.
e acompanhado de um estudo sobre a transformação do romance anonymo no romance com fórma litteraria por Theophilo Braga.
Coimbra, 1879.
Raridade Bibliográfica.

Enc. da época de lomb. em pele, com as capas de brochura; 40 págs.; 23 cm.
Exemplar por abrir. Bom exemplar.

" Breve Composiçam e Tratado, Agora novamente tirada das antiguedades de Espanha, Que trata de como el Rey Almançor morreo em Portugal junto á cidade do Porto, onde chamão Gaya, ás maõs del Rey Ramiro, & sua gente, donde tambem cobrou, & matou sua molher chamada Gaya, que estava com este Mouro, da qual ficou este lugar chamado de seu nome.
Composto por João Vaz natural da cidade de Evora, em verso de oitava rima.
Dirigido a dom Miguel de Meneses, Marquez de Villa Real, &.
Foy visto, & approvado, pelo Padre Frey Manuel Coelho. (...)
Por Antonio Alvares, 1630." In- pág. 9

35,00 €
6471

VEIGA, JOSÉ CALDAS NOBRE DA - TANOARIA E VASILHAME
Livraria Sá da Costa. 1954
"A Terra e o Homem" - Colecção Agrícola dirigida por Henrique Barros. Nº28.
Liaboa, 1954.

B.; 259+ (4) págs.+ 184 gravs.; il.; 20 cm.
Bom exemplar.

"(...) Se o vinho é, como todos sabem, um produto cuja boa qualidade se não consegue sem conhecimentos técnicos, a fabricação das vasilhas onde ele será guardado exige, igualmente, que não deixem de observar- se certos princípios. Assim, há que atender à qualidade das madeiras, à sua preparação e ao fim a que são destinadas.
Estando a arte da tanoaria ligada à nossa principal indústria rural - a vinificação -, é de toda a vantagem que ela se vá aperfeiçoando, tanto mais que dela vivem muitas centenas de operários portugueses. (...) " In- pág. 8.

35,00 €
6510

VIEIRA, AFONSO LOPES - BARTOLOMEU MARINHEIRO
Versos de...
Ilustrações de RAUL LINO
Gravuras de Thomás Bordallo Pinheiro.
Edição da Livraria Ferreira, Natal de 1912.

B., com as respetivas badanas; 47 págs.; il.; 18 cm.
Lombada com sinais de uso.
Livro infantil ilustrado a cores por grandes mestres.

35,00 €


    ENVIO DE ENCOMENDAS:
       - As encomendas serão enviadas contra-reembolso, salvo acordo em contrário.
       - As despesas do envio são por conta do cliente.
       - Para o estrangeiro enviamos factura pró-forma, seguindo as obras após a recepção do seu pagamento.
 

Página produzida pelo programa CaTema, de AFAsoft          © 2009 António F. Amorim