MONTRA (20.03.2019)
DESCRIÇÃO PREÇO
6077

ACTAS - CONGRESSO INTERNACIONAL - BARTOLOMEU DIAS E A SUA ÉPOCA.
Editor - Universidade do Porto.
COMISSÃO NACIONAL PARA AS COMEMORAÇÕES DOS DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES.
Porto - 1989

Coleção Completa em 5 Volumes.
Volume I - D. João II e a Política Quatrocentista.
Volume II - Navegações na Segunda Metade do Século XV.
Volume III - Economia e Comércio Marítimo.
Volume IV - Sociedade, Cultura e Mentalidades na Época do Cancioneiro Geral.
Volume V - Espiritualidade e Evangelização.
B. de 574+ (2) págs.; 576+ (3) págs.;644+ (5) págs.; 565+ (2) págs.; 683+ (4) págs.; il.; 26 cm. Exemplares por abrir.

"(...) É esta a primeira vez que se comemora Bartolomeu Dias e se lhe dedica um grande Congresso, mas não é este o primeiro grande congresso Internacional sobre os Descobrimentos Portugueses. Vem sim no seguimento de alguns outros que recordo, pela repercussão que tiveram:
- O Congresso da História da Expansão Portuguesa no Mundo;
- O Congresso do Mundo Português;
- O Congresso Internacional da História dos Descobrimentos.
Os primeiros por ocasião do VIII Centenário da Fundação de Portugal e o último na passagem do V Centenário da morte do Infante D. Henrique, dos quais nos ficaram importantes contributos para a História dos Descobrimentos, em particular sobre a época henriquina.(...) " In- pág. 25.

125,00 €
6092

ALMEIDA, DOMINGOS JOSÉ BERNARDINO DE (DR.) - REVISTA DA EXPOSIÇÃO PORTUGUESA NO RIO DE JANEIRO EM 1879
N.1
Rio de Janeiro. 1879.

Boa enc. da época, int. de pele decorada com ferros a ouro nas pastas, lomb. e seixas; (4)+ 319 págs.+ ( 1 grav.+ 6 retratos+ 1 ilust.+ 1 planta desd. ) extratextos; 24 cm.
A Revista é dedicada aos Industriais de Portugal, principalmente, aos que enviaram os seus produtos à exposição.

" (...) A nossa revista vem portanto reunir em um volume a historia e o resultado deste novo certamen do progresso industrial, agricola e artistico de Portugal." In-pág.4
Os retratos em extratexto, são dos homens que pensaram e impulsionaram a Exposição. São eles: - Luciano Cordeiro, Marcellino Ribeiro Barbosa, José Estevão Coelho de Magalhães, Caetano de Carvalho, Jeronymo da Silva e por fim Alvaro Carneiro Geraldes.

230,00 €
6111

ALMEIDA, PAULO DUARTE - PEDRAS DE ARMAS NOS CEMITÉRIOS DE COIMBRA
Instituto de Genealogia e Heráldica da Universidade Lusófona do Porto.
2012

B.; 159 págs.; il.; 24 cm.
É o nº 11 da Colecção Lusófona de Genealogia e Heráldica.

"...O autor do estudo heráldico e genealógico que neste tomo se apresenta entrou nos cemitérios de Coimbra não só com o intuito de arrolar as sepulturas e jazigos armoriados que neles se levantam, mas sobretudo com a intenção de contribuir para a História - ...estudando alguns que contriubuiram para a sua vida cultural, politica, académica, industrial, comercial, social e religiosa. " In - Prefácio.

19,00 €
6066

AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES - CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO CULTURAL RELATIVA AO AQUEDUTO DAS ÁGUAS LIVRES E ABASTECIMENTO DE ÁGUA À CIDADE DE LISBOA
Com uma "introdução" de MATOS SEQUEIRA.
Câmara Municipal de Lisboa.
Lisboa, 1940.

B.; XII+ 237 págs.+ 11 estampas extra- texto em papel couché; 19 cm.

" (...) O aqueduto riscado por Manuel da Maia (...) na parte onamental do salto sôbre a ribeira de Alcântara, em arcarias que ainda hoje impressionam, pela elegância e pela ousadia (...), veio inspirar, aos lápis adextrados dos arquitectos- engenheiros da época, a traça das fontes que haviam de receber e de distribuir a água há tanto desejada. E vêm então Carlos Mardel, Rodrigo Franco, Miguel Ângelo Blasco, Reinaldo Manuel dos Santos, Francisco António Ferreira, Malaquias Ferreira Leal, e outros continuar a obra sonhada por D. João V e Gorgel do Amaral, e iniciada por Canevari, Custódio Vieira, Manuel da Maia, Ludovice, e José da Silva Pais. (...) " In- pág. VII.

20,00 €
6089

ÁVILA, ARTUR LOBO D` / SAUL SANTOS FERREIRA - UM INFANTE DE PORTUGAL
( SALVADOR GONSALVES ZARCO )
Descobridor do Novo Mundo.
Lisboa - 1942.

B.; 182+ (3) págs.; il.; 25 cm.
Exemplar com falta de anterrosto.
Pág. 11- 15 - « A Intervenção Portuguesa no Descobrimento da América » por Gago Coutinho.

" Êste livro prossegue e conclui a demonstração documentada da nacionalidade portuguesa do Descobridor do Novo Mundo, que encetámos na obra publicada em 1939 - « Cristobal Colón - Salvador Gonsalves Zarco - Infante de Portugal. (...)" In- "Ao Leitor", pág.17

15,00 €
6096

AZEVEDO, CORREIA DE - TERRAS COM FORAL OU PELOURINHO DAS PROVÍNCIAS DO MINHO TRÁS- OS- MONTES E ALTO DOURO E BEIRAS.
Porto - 1967

B.; 183 págs.; il.; 18 cm.

"(...) É na Beira Alta, mais do que em qualquer outra província portuguesa, que estes monumentos abundam, e onde se podem encontrar do mais variado tipo, ostentando as formas austeras do românico, com figuras ornamentais antopomórficas, ou recamadas de motivos ornamentais, vegetalistas e heráldicos, ou ainda de coluna lavrada na profusa simbologia fitomórfica do manuelino quinhentistas, evocador das descobertas, e que como varas de justiça têm ainda a graça expressiva como elementos tradicionais de História e de Arte. (...) In- pág. 14

25,00 €
6090

BARREIROS, MANUEL AGUIAR (P.E) - A EGREJA DE VILLAR DE FRADES
CONCELHO de BARCELLOS.
Edições Marques de Abreu.
Porto - 1919

Enc. nova int. de sint. com ferros a ouro na pasta da frente e com as capas de brochura; 11 págs.+ 8 figs. extratexto; il.; 29 cm.
A capa de brochura da frente com restauro e com uma mancha de água na margem inferior do livro.

" (...) Duas leguas para o Oriente da cidade de Braga, e pouco mais de meia para o Occidente da villa de Barcellos, nas fraldas da serra, ou monte de Ayró, a pouca distancia dos rios Homem e Cávado, está fundado o Convento de Villar em sítio o mais alegre e aprazivel que pode formar a natureza e idear a imaginação. (...)
É a egreja d`este Convento uma das grandiosas não só do reino como da Hespanha; é toda de abóbada enlaçada em varios fechos, com rosas e flores de pedra polida e lavrada com admiravel engenho e miudeza." In- pág.3.

37,50 €
6081

BETTENCOURT, EMILIANO AUGUSTO DE - DICCIONARIO CHOROGRAPHICO DE PORTUGAL
Com as divisões Administrativa, Judicial, Ecclesiastica e Militar
indicando todas as cidades, villas e freguezias do continente e ilhas adjacentes, os aquartelamentos, a superficie por districtos e concelhos, e a população por districtos, concelhos e freguezias;
designando por um meio simples a posição aproximada de cada povoação na CARTA GEOGRAPHICA DE PORTUGAL annexa a este diccionario, na qual se acham indicadas todas as linhas ferreas, estradas, divisões de districtos, rios e portos principaes:
precedido de um
RESUMO DE CHOROGRAPIA PATRIA por...
Lisboa. 1870

Enc. int. de pele, da época; 146+ 1 Carta de Portugal desd. extratexto; il.; 18 cm.

"Emiliano Augusto de Bettencourt - Arquitecto, pertencendo n`esta qualidade ao corpo auxiliar de engenharia civil. N. em Belem a 12 de Novembro de 1825, fal. em Lisboa a 5 de Junho de 1886. Sendo extincto o corpo auxiliar de engenharia civil, passou a servir na repartição technica do ministerio das obras publicas como desenhador de primeira classe, reformando- se pouco depois. (...)" In- Dicion. Historico (...) de Esteves Pereira T. II- 328

80,00 €
6071

BRUNO, SAMPAIO - PORTUENSES ILUSTRES
Porto, Livraria Magalhães & Moniz, Editora
Largo dos Loyos, 14
1907, 1907, 1908

Colecção em 3 Tomos que se encontram encadernados em 3 volumes.
Enc. de lomb. e cantos em pele, com as capas de br.; (8)+ 408 págs, 416 págs, 416 págs.; 20 cm.

A estes três volumes juntámos:
O PORTO CULTO.
Obra para remate e conclusão á dos Portuenses Ilustres. Tomo I ( e único ).
Porto, 1912.
Com igual encadernação dos 3 vols já descritos, mas sem a s capas de br.; VIII+ 518+ (1) pág.; 19 cm.
Bom exemplar.

Importante para a História Literária do Porto.

280,00 €
6152

CABRAL, ANTONIO - AS CARTAS D`EL- REI D. CARLOS AO SR. JOÃO FRANCO.
CARTAS d`EL REI A JOSÉ LUCIANO.
A DICTADURA, OS ADIANTAMENTOS. O REGICIDIO.
Lisboa. Portugal - Brasil. S/d. (1924?)

Bonita encadernação de lombada e cantos em pele, c/ as capas de brochura .: 308+ (4) págs.; 19 cm.
C/ uma assinatura de posse.

"(...) Ninguem, mais do que eu, foi dedicado collaborador do Sr. João Franco e do seu governo, antes da dictadura; ninguem foi mais fogoso defensor dos seus actos, na imprensa e no parlamento, emquanto elle se manteve dentro da legalidade e da ordem. Depois, durante a sua dictadura, combati- o. Agora, defendo amigos e a mim me defendo. Julgo ser esse «o meu direito». Essa «é indiscutivelmente uma obrigação»." Lisboa, Outubro de 1924.

35,00 €
6074

CALADO, MARIANO - PENICHE NA HISTÓRIA E NA LENDA
3ª Edição Revista e Aumentada.
1984

Enc. com lomb. e cantos em pele e sint. A pasta da frente, em sint., com decorações a ouro. Com as respetivas capas de brochura; 477+ (2) págs.; il.; 24 cm.

" O livro de Mariano Calado representa um enorme esforço na recolha de materiais para a elaboração de uma monografia desta extensão. Todos os aspectos relacionados com Peniche e o seu termo são focados de uma maneira entusiasta e bem receptiva. Monumentos de arte, localizações arqueológicas, rendas, «amigos de Peniche», usos e costumes, formam um conjunto que é uma valiosa contribuição para o estudo regional da terra portuguesa. " Palavras de Ruben Andresen Leitão.

60,00 €
173

CÂMARA, JOÃO DE SOUSA DA - RAÍZES DA INDEPENDÊNCIA
Braga, 1982.

Br. de 258 + (1) pág+ 5 desdobráveis extra- texto; il.; 22 cm.

Interessante investigação em que o autor relaciona as raizes da independência nacional com a familia Refoios natural da região de Entre Douro e Minho e sua descendencia, os Morgados de Ladoeiro de São Vicente da Beira e os Morgados de São Jacinto de Idanha a Nova.

25,00 €
6082

CAMINHA, ANTONIO LOURENÇO DE - OBRAS INEDITAS DE DUARTE RIBEIRO DE MACEDO,
Desembargador dos Aggravos da Casa da/ Supplicação, cavalleiro Professo da / Ordem de Christo, e Concelheiro/ da Fazenda do Senhor Rei/ D. Affonso Sexto.
Dedicadas/ Ao muito alto, e poderoso/ senhor/ D. JOÃO VI./ Rei dos Reinos- Unidos de/ Portugal, Brazil, e/ Algarves. Por...
Lisboa:
Na Impressão Regia. Anno de 1817.

Enc. de lomb. em pele da época; (20)+ IV+ XXV+ 201 págs.; 15 cm.

In - Inoc., tomo II- 215 - " Estas pretensas ineditas comprehendem de pag. 1 a 146 o - Discurso de Duarte Ribeiro de Macedo sobre a introducção das artes neste reino - , que já alguns anos antes (1813? ) sahira impresso no - Investigador Portuguez - em Inglaterra, e no - Patriota -, jornal do Rio de Janeiro; - e de pág. 147 a 176 o - Sonho politico -- , que junto com as - obras metricas - fôra impresso pela primeira vez em Lisboa em 1721, como dito fica, e andava egualmente nas colleções acima indicadas, de 1743 e 1767. - o resto são prologo, dedicatoria, vida do autor, indices, lista de assignantes, e todos os mais acessorios (...)"

50,00 €
6062

CARVALHO, JOSÉ LIBERATO FREIRE DE - MEMÓRIAS DA VIDA DE JOSÉ LIBERATO FREIRE DE CARVALHO.
Introdução de JOÃO CARLOS ALVIM.
Assírio e Alvim, 2ª ed., Lisboa, 1982.

B.; 255+ (4) págs.; 23 cm.

"(...) Assim como o viajante, depois de muito viajar, folga, quando se acha em descanso, passar pela memória os perigos que correu, a variedade de gentes que viu, e tratou, e entre elas as boas ou más fortunas que teve, também eu, depois de mais de 80 anos de peregrinação na terra, acho uma certa consolação em me recordar do que passei, dos destinos que tive, e das transições que teve a minha vida, que, parecendo na sua primeira entrada circunscrever- se em um pequeno e bem limitado círculo, saiu dele, quando menos o esperava, e se espalhou pelo mundo..." In- pág.5.

15,00 €
6075

COELHO, MARIA DA CONCEIÇÃO PIRES - A IGREJA DA CONCEIÇÃO E O CLAUSTRO DE D. JOÃO III DO CONVENTO DE CRISTO, DE TOMAR.
Influências do Renascimento Italiano na Arquitectura Portuguesa do Século XVI.
Edição da Assembleia Distrital de Santarém - 1987.

B.; 598 p.+ (1) págs. + 1 desd.; muito ilustrado; 25 cm.

Nota Prévia - Este trabalho constitui uma revisão actualizada da Tese de Doutoramento apresentada pela autora na Universidade Católica do «Sacro Cuore» de Milão, a cujo júri presidiu o Professor Gian Alberto Dell`Acqua. Mereceu a classificação de 70/ 70 e «lode».

25,00 €
4992

COMISSÃO NACIONAL PARA AS COMEMORAÇÕES DOS DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES - A EXPANSÃO PORTUGUESA E A ARTE DO MARFIM
Idealização e maqueta - Francisco Hipólito Raposo e Carlos Marim.
Fundação Calouste Gulbenkian.
Lisboa, 25 de Junho a 15 de Setembro de 1991.
Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1991.

B.; 205 + (2) págs.; muito ilustrado; 30 cm.

Apreciado e valioso catálogo sobre a Arte do Marfim, há muito esgotado.

160,00 €
6069

CORREIA, ROMEU - HOMENS E MULHERES VINCULADOS ÁS TERRAS DE ALMADA
( Nas Artes, nas Letras e nas Ciências )
Câmara Municipal de Almada.
1978.

B.; 308 ( 1ª fl. em bco )+ 7 págs.; 24 cm.

Breves biografias sobre personalidades de relevo que nasceram ou estiveram ligados a Almada relacionados às Artes, Ciências e nas Letras.

20,00 €
6067

COSTA, EDUARDO - OS INQUÉRITOS PAROQUIAIS DO SÉC XVIII E ALGUMAS DAS FREGUESIAS DO DISTRITO DE AVEIRO.
AVEIRO - 1955

Separata do vol. XXI do Arquivo do Distrito de Aveiro.
B.; 23 págs.; 25 cm.

"(...) Propomo- nos dar a lume algumas das informações da espécie inédita de 1732, e bem assim da pouco divulgada do Terramoto.
Por hoje, a título documental, reproduzimos dois exemplares de 1732, um da freguesia de Silva Escura - este apenas por nos elucidar quanto ao número e conteúdo dos quesitos em que se baseou, pelo confronto com os de 1758 - e o outro da freguesia de Sever, cujo pároco, respondendo embora parcialmente, alargou os dados demográficos aos lugares e freguesias de todo o concelho. (...)" In- pág.13

12,50 €
6107

COSTA, JOAQUIM - SOUSA, AURÉLIA DE
A SUA VIDA E A SUA OBRA.
CONFERÊNCIA pronunciada no Salão de Belas- Artes do Palácio de Cristal Portuense, na noite de 13 de Julho de 1936,
antes de encerrar- se a Exposição de quadros da notável Pintora.

Boa enc. de lomb. e cantos em pele, com as capas de br. com as respetivas badanas; 80+ (3) págs.+ 16 estampas extratexto; il.; 21 cm.
Carminado e aparado à cabeça. Bom exemplar.

Na pág. 11 podemos ler a seguinte dedicatória: - " Ao ilustre Engenheiro, o Ex. mo Sr. Vasco Ortigão de Sampayo, que tão nobremente tem servido os interesses da Arte e a quem se deve a publicação desta CONFERÊNCIA, devotada e agradecidamente consagra o seu amigo. Joaquim Costa."

70,00 €
6091

FAGG, W. P. - AFRO- PORTUGUESE IVORIES
Text by W. P. Fagg Deputy Keeper of The Department of Ethnography in the British Museum.
BATCHWORTH PRESS. London. S./d.
Printed in Czechoslovakia.

Capa dura com falta da sobrecapa ilustrada; XXIII+ 46 pages ilustradas; il.; 34 cm.

"(...) The british Museum collection, which is here illustrated, is probably the largest and most representative in the world, few of the other museums of Europe possessing more than three or four pieces; but even in The British Museum the collection has only recently been segregated from the unrelated ivory work of Benin and eastern Yorubaland and separately exhibited.
The present essay is not designed to be definitive but to give some account of existing knowledge about what remains a somewhat mysterious problem in African art history. (...) " In- págs VII- VIII.

85,00 €
6101

FREIRE, JOÃO PAULO (MARIO) - CURIOSIDADES BIBLIOGRÁFICAS
1925.
Livraria Editora. Guimarães & C. ª. Lisboa.

Enc. de lomb. em pele, com as capas de br.; 157 págs.; 20 cm.
Aparado e carminado á cabeça. Bom exemplar.

" (...) Já neste brusco e tempestuoso mês de março de 1924, a mão amiga do notario illustre que é Tavares de Carvalho, colocou sobre a minha meza de trabalho, um precioso opusculo in fl. de 19 paginas de texto, intitulado
CAFT - A MINHA CASA DE CAMILO Comemoração do 99.º aniversario do nascimento do glorioso escriptor = Vinheta = Lisboa 1924.
Hors Texte ha uma optima fotographia de Camilo. As duas linhas CASA DE CAMILO são impressas a encarnado.
A tiragem foi de 200 exemplares cuja edição CAFT pagou do seu bôlso, vendendo 180 exemplares á livraria Portugal- Brazil por 2000 escudos que Tavares de Carvalho depositou immediatamente, no Monte Pio Geral, na caderneta do Culto Camiliano.(...) " In- págs. 99/ 100

30,00 €
6093

FREITAS, EUGÉNIO DE ANDREA DA CUNHA E - TOPONÍMIA PORTUENSE
Contemporânea Editora, Lda. Matosinhos. S.d. (1999)

B.; 356 págs.; 28 cm.

« O conhecimento da toponímia da cidade do Porto, antiga e moderna, a origem dos nomes e da história das suas ruas, largos, calçadas, travessas e becos, é matéria aliciante, mas de averiguação muitas vezes difícil, ou impossível até. Há mais de três décadas, lembrava o Dr. Magalhães Basto, o apaixonado historiador portuense, o interesse que teria uma História de Nomenclatura das Ruas do Porto, comentando: «Sugestivo título para um livro! mas como seria difícil organizar esse livro conscienciosamente! »
Assim é, de verdade.
Muitos foram os subsídios que o Dr. Magalhães Basto e outros investigadores da história da cidade carrearam para esse trabalho.
Mas ainda se não fez.
(...) Há aqui topónimos pitorescos, alguns antiquíssimos, não raro de raízes misteriosas. Muitos outros desapareceram (...) Que sabor nos nomes desaparecidos da Trabuqueta, de Calça-Frades, da Rua da Francisca, do Faval, da Rua das Boas Mulheres do Mester, a Pedra da Mentira, A Cova do Drago, a Casa do Laranjo, as boticas das judias, a Pedra Escorregadia, a Rua do Vale de Pegas, o Vale da Asna... E dos que sobrevivem, tantos ainda, vamos lembrar na sequência de ligeiríssimas nótulas, ao leitor que nos quiser acompanhar nesta peregrinação. » In- pág.7

35,00 €
6083

GOES, DAMIÃO DE - CHRONICA/ DO SERENISSIMO/ SENHOR REI/ D. EMANUEL/
ESCRITA POR...
Dirigida ao Serenissimo Principe Dom Hen-/ rique, Infante de Portugal, Cardeal/ do Titulo dos Santos Quatro Coroados/ filho deste felicissimo Rei.
Coimbra. Na Real Officina da Universidade, Anno de 1790.
Parte I e II
Enc. int. de pele da época; (6)+ 488 págs.; 21 cm
Parte III e IV
Coimbra. Na Real Officina da Universidade, Anno de 1790.
Enc. int. de pele da época; (6)+ 664 págs.; 21 cm.
Juntamente com a
CHRONICA/ DO SERENISSIMO/ PRINCIPE/ D. JOÃO/
escrita/ por...
Dirigida ao muito Magnanimo e Poderoso/ Rei D. João III. do nome.
Coimbra: Na Real Officina da Universidade, 1790.
Enc. int. de pele da época; (8)+ 247 págs.; 21 cm.

São portanto duas cronicas, de D. MANUEL ( 4ª ed. ) e de D. JOÃO II ( 3ª ed.), em 3 livros. Encontram- se com a mesma enc., carminados, com o mesmo ex- libris e com duas assinaturas de posse no canto superior das duas primeiras folhas.
Bom exemplar.

A Cronica de D. Manuel "(...) juntamente com a Cronica do Principe D. João, que serve de tomo terceiro, e lhe anda anexa. "
Esta Cronica de D. João "(...) sahiu por terceira vez ( com alguma alteração no titulo, e restituindo- se a dedicatoria do auctor a elrei D. João III, omitida na segunda edição) Coimbra, na Offic. da Universidade 1790. (...)
- E pois que tractamos aqui de rectificar enganos, não deixarei de accusar o inexplicavel descuido de J. Adamson, que mencionando na sua Bibl. Lus. a pag. 33 esta Chronica, a inclue entre as historias ou chronicas d`elrei D. João I, sendo ella, como todos sabem, de D. João II. (...)" Inoc. T.II, p. 124, nº 23 e 24.

580,00 €
216

GUIMARÃES, ALFREDO - MOBILIÁRIO DO PAÇO DUCAL DE VILA VIÇOSA
Lisboa- Livraria Sá da Costa- Editora. 1949.
Fundação da Casa de Bragança.
Desenhos de Joaquim Teixeira
Fotos de Alvão.

Boa enc. int. de pele, decorada a ouro, com as capas de br.; 129 + ( 2 ) págs.; il.; 33 cm.
Muito ilustrado com pequeno restauro no canto da pág.129.
Luxuosa edição. Bom exemplar .

"(...) Segue o estudo histórico e crítico das peças que seleccionámos, entre centenas de outras, no Paço Ducal de Vila Viçosa (...) " In- pág. 55.

200,00 €
6086

JESUS, SANTA TERESA DE - LOS LIBROS DE LA B. MADRE/ TERESA DE JESVS/ FUNDADORA DE LOS MO/ NASTERIOS DE MONJAS, Y FRAYLES CAR/ MELITAS DESCALÇOS DE LA PRI/ MERA REGLA.
De nuevo corregido con su original, y consustablas.
EN MADRID
Por Luis Sanchez, impressor del Rey N.S.
Año MDCXI

Enc. antiga, int. de pele; (20) fls+ 769 págs.+ (35) fls..; 20 cm.
Com restauros no frontispício, nas três folhas seguintes e nas três ultimas folhas.
Com uma mancha de água, desvanecida, do início à pág 5 e nas ultimas seis folhas. E por fim, com assinaturas no frontispício e notas nas margens de algumas páginas.

"Cuarta ed. de Madrid.
Contiene: Prólogo de Fr. Luis de Leon, la Vida de Santa Teresa, escrita por ella misma, y adicionada por ele dicho Maestro Leon, Libro llamado Camino de perfecion, impresso conforme a los originales de mano, etc. Avisos para ser monjas, Libro llamado Castillo interior ó las moradas, y Exclamaciones ó meditaciones del Alma á su Dios." In- Palau, T. XIX, p. 455., 298505.

700,00 €
2311

LANGHANS, F. P. - HERÁLDICA
CIÊNCIA DE TEMAS VIVOS.
Gabinete de Heraldica Corporativa.
Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho.
Lisboa 1966.

Coleção completa em 2 vols.; B.; XXV+ 513 págs.+ (1) fl. e
137 págs.+ (2) fls; muito il.; 25 cm.
Ambos os exemplares com um ex- libris a lombada, do 1º vol. com um ligeiro defeito.
Com cerca de 500 gravuras no texto, 17 extra- textos e 40 fotogravuras a negro.

" (...) Mas que fins visam os principios heráldicos e as regras deles derivadas? O melhor e o mais eficaz efeito visual, atribuindo a este efeito significados simbólicos, morais, ideológicos e, até, quiméricos ou maravilhosos. A melhor e mais eficaz economia do conjunto, dando a cada elemento o seu lugar. A melhor utilização do sentido da vista, apurado por métodos educativos, que leve a compreender a ideia da justa medida, das proporções e da estilização. (...)" In- págs. 29- 30.

125,00 €
6064

LEAL, AUGUSTO SOARES D`AZEVEDO BARBOSA DE PINHO; PEDRO AUGUSTO FERREIRA - PORTUGAL ANTIGO E MODERNO
Diccionario Geographico, Estatistico, Chorographico, Heraldico, Archeologico, Historico, Biographico e Etymologico.
De todas as Cidades, Villas e Freguezias de Portugal
e de grande numero de aldeias.
Se estas são notaveis, por serem patria de homens celebres, por batalhas ou outros factos importantes que n`ellas tiveram logar, por serem solares de familias nobres, ou por monumentos de qualquer natureza, alli existentes.
Noticia de muitas cidades e outras povoações da Lusitania de que apenas restam vestigios ou sómente a tradição.

COLEÇÃO COMPLETA EM 12 VOLUMES.

Lisboa, Livraria Editora de Mattos Moreira & Companhia.
68- Praça de D. Pedro- 68
1873 - 1890

Encontram- se os 12 vols. encadernados, com uma boa enc. de lomb. em pele e com as respetivas capas de brochura, algumas com pequenos restauros; 24 cm.

850,00 €
6112

LEAL, JOÃO RIBEIRINHO - MOTIVOS ALENTEJANOS
Edição do Autor.
1982

B.; 171 págs.+ 2 fls; 21 cm.

"(...) Os quadros e figuras evocados pelo autor são bem representativos deste Alntejo (...)
Quadros como «Monte Alentejano», «As Mondas», «As Ceifas», «As Debulhas», «Os Ratinhos», «O Pastor», «A Nora», e tantos outros que estão nos nossos corações e sangue alentejano, são aqui descritos pelo autor, sobretudo com muito sentimento e realismo."
(...) Esta obra é uma iniciativa que ultrapassa as fronteiras do interesse regional, pois outros níveis alcança ( como qualquer trabalho sobre etnografia ) por ser parte integrante da história de um povo. (...)" In- pág. 25.

15,00 €
6078

LEÃO, DVARTE NUNES DO - PRIMEIRA PARTE DAS CHRONICAS DOS REYS DE PORTVGAL.
REFORMADAS PELO LICENCIADO...
TOMO I e TOMO II.
Com licença da Real Meza Censoria.
Em Lisboa.
Reimpresso por Manoel Coelho Amado. 1774

Enc. int de pele da época; VII+ 326+ (1) pág. e (4)+ 394+ (1) pág.; 21 cm.
Coleção completa em 2 volumes. Exemplares com um bonito ex- libris e com três assinaturas da época não afetando o texto. Bom exemplar.

Trata esta - Primeira Parte das Chronicas dos Reis - desde o conde D. Henrique inclusive, até D. Fernando.

Inocêncio II, 210. "Licenceado em Direito Civil e Desembargador da Casa da Supplicação, escriptor mui laborioso e applicado, como se vê pelas muitas obras que compoz, imprimindo algumas em sua vida, e deixando outras ainda ineditas: na reunião de Portugal á corôa de Hespanha por morte do Cardeal Rei abraçou calorosamente os interesses de Filippe II, cujo pretendido direito de successão defendeu por escripto contra os que o impugnavam.- Foi natural d' Evora, e faleceu em Lisboa, d'edade mui provecta ao que parece, no anno de 1608."

280,00 €
6060

LEITÃO, JOAQUIM - EM MARCHA PARA A 2ª INCURSÃO.
Da concentração ao erguer do Bivaque de Soutelinho da Raia para o ataque a Chaves.
Coleção Uma Epoca - VIII
(Croquis das plantas das marchas e combates pelo Alferes Alberto Braz)
A comprovar a fidelidade historica d`este tomo, abrem- o, simile- gravadas, cartas de D. Ruy da Camara (Ribeira), do tenente da Armada Real Victor de Sepulveda, do alferes Manuel de Pitta e Castro, e do tenente Carlos Augusto de Noronha e Montanha. As cartas dos capitães Henrique de Paiva Couceiro e Remedios da Fonseca, dos tenentes Saturio Pires e Victor de Menezes, e do Alferes A. Braz, publicadas no volume Couceiro, o Capitão Phantasma abrangem e attestam tambem a veracidade historica do presente volume.
Edição do Autôr.
Typ. da Emp. Litter. e Typographica. 1915.

B. de 206+ (2) págs.; il.; 19 cm.
Com ligeiras falhas na lombada.

20,00 €
6065

LOUREIRO, ADOLPHO - PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ
( Separata d`Os Portos Maritimos de Portugal e Ilhas Adjacentes )
Lisboa. Imprensa Nacional, 1905

Br. com 150 págs.+ 1 estampa desd. no fim ( Planta do Porto e Barra da Figueira da Foz. Com a indicação das obras projectadas para o seu melhoramento. Esta planta foi levantada de 1855 a 1862 pelos engenheiros hydrographos F. M. Pereira da Silva, B. de C. Ribeiro, A. M. dos Reis, B. M. F. Andrade e A. M. de Castilho ); il.; 25 cm.
Com um pequeno restauro e um carimbo na capa de br. da frente. Esse carimbo também se encontra no frontispício. Exemplar por abrir e em muito bom estado de conservação.

" O Autor, natural de Coimbra, nasceu a 12 de Setembro de 1836. Bacharel formado em mathematica pela Universidade de Coimbra, terminando o curso em 1856. Depois, em Lisboa e na escola do exercito, seguiu e completou em 1858, com distincção, o curso de estado maior e em 1859 o de engenharia civil, tendo sentado praça no anno anterior e foi despachado alferes.
(...) Tem medalhas de bons serviços e de comportamento, entrando a de ouro, e diversas condecorações nacionaes e estrangeiras. Entre as comissões conta- se a de director das obras do Mondego e barra da Figueira e do exame a varios portos do continente, das ilhas e do ultramar, recebendo do exercício de todas louvores officiaes. É ao presente inspector geral das obras publicas do reino.(...)" In- Inoc. T. XX- 83/ 84

75,00 €
6080

LOURENÇO, MARIA PAULA MARÇAL - A CASA E O ESTADO DO INFANTADO 1654- 1706
Formas e Práticas Administrativas de um Património Senhorial.
Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica.
Centro de História da Universidade de Lisboa.
Lisboa. 1995.

B.; 268 págs.; 23 cm.

" Nota Prévia (...) Impõe- se, por um lado, o prévio esclarecimento da génese e percurso deste trabalho académico, que tendo constituído a dissertação de Mestrado em História Moderna, apresentada pela autora à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em Março de 1989, viria, dois anos depois, a ser incluído nas publicações do Instituto Nacional de Investigação Científica, corolário final da investigação que, como bolseira dessa instituição, desenvolveu entre 1986 e 1988. (...) "

25,00 €
5998

MACHADO, ALBERTO DE SOUSA (CORONEL) - OS NOSSOS COSTADOS
Costados. Subsídios Biográficos e Genealógicos.
Edição de 500 exemplares numerados e assinados.

B.; 264 págs.; 25 cm.
Capa com desenho de Irene Vilar.
Edição de 500 exemplares numerados e rubricados pelo Editor.
Este exemplar tem uma assinatura de posse e um bonito ex- libris.

"(...) Assim, respeitando a paixão pela genealogia, a que desde muito novo se dedicou meu irmão, coronel Alberto Coelho de Araújo Sousa Machado, limitar- me- ei a mandar imprimir textualmente o que escreveu, sem acrescentos ou rectificações de possíveis descuidos ou lapsos que a sua doença de alguns anos não lhe tenha permitido corrigir.
As vinte gerações estudadas ocupam cerca de oito séculos de história, e foram decerto difíceis de compilar atravez de escasssos documentos e testemunhos, o que nos leva a meditar no trabalho realizado, merecedor do nosso maior agradecimento. (...) " Henrique Pereira do Lago Sousa Machado.

60,00 €
1670

MACHADO, JOSÉ DE SOUSA - BRASÕES INÉDITOS
( Suplemento )
Edição do Autor. Tip. Central. Braga 1931.
B.; IV+ 59 págs.; 24 cm.

In - Prologo, p. III - " Publiquei, em 1906, os Brasões Inéditos que, constituindo um valioso e indispensável suplemento ao Archivo Heráldico- Genealogico, do benemerito Visconde de Sanches Baena, em breve tempo se esgotaram.
Nesse livro, publiquei alem, das 488 cartas heraldicas, na sua quasi totalidade ineditas, contidas nos tres volumosos livros, que haviam pertencido ao Cartorio da Nobreza. - quarenta e sete brasões avulsos.
Posteriormente, outras copias me foram oferecidas e outras cartas originais examinei, que me permitiram fazer o extracto fiel de mais cincoenta e oito brasões ineditos. (...)"

50,00 €
6113

MARCELO, MANUEL MARTINS LOPES (DR.) - ARANHAS, ONTEM E HOJE
Monografia da evolução Histórica, sócio - económica, património etnográfico e usos e costumes.
Liga dos Amigos de Aranhas - 1986

B.; 274 págs.+ (1) fl bco+ (6) fls.+ XXVI estampas; 22 cm.

"Aranhas está situada no cruzamento das estradas para Aldeia do Bispo e Aldeia de João Pires e da estrada de Salvador a Penamacor. É orago desta freguesia, Nosssa Senhora da Penha.
No século XIII o povoado deve ter crescido e ganho importância, pois nele foi instituída a paróquia de Santa Maria de Aranhas e um julgado de pequenas dimensões: o «julgado de Aranhas» já citado pelas inquirições de 1290, como um dos que não continham prédio algum honrado ou que não fosse foreiro à coroa. (...) " In- pág.11

15,00 €
6097

MARTINS, JOSÉ V. DE PINA - PARA A HISTÓRIA DA CULTURA PORTUGUESA DO RENASCIMENTO
A ICONOGRAFIA DO LIVRO IMPRESSO EM PORTUGAL NO TEMPO DE DURER.
Fundação Calouste Gulbenkian.
Separata do Volume V dos Arquivos do Centro Cultural Português.
Paris / 1972


B.; 119 págs.+ (2) fls.+ 40 estampas extratexto (Documentação Iconográfica); il.; 31 cm.
Com ligeiro defeito na capa de br. da frente.

"(...) Os investigadores portugueses não se têm apercebido da importância histórico- cultural da iconologia quatrocentista. Por outro lado, os nossos historiadores da arte não se sentem suficientemente preparados para abordarem a problemática da iconologia bibliográfica nos séculos XV e XVI, ou, então, não são sensíveis ao seu valor numa angulação críitco- histórica das formas figuativas, deixando estas insignificâncias para os especialistas ou técnicos- e temos tantos!- das questões relacionadas com o livro impresso. (...) " In- pág. 9.

40,00 €
6063

MATTOS, ARMANDO DE - AS ARMAS DA CAPELA DOS COIMBRAS
Edições Apolino.
Gaia - Portugal.
1931

B. 18 págs.+ 6 extratextos; il.; 23 cm.

" A capela dos Coimbras, como vulgarmente é designada a que o doutor João de Coimbra fêz erigir em Braga na igreja de S. João do Souto, sob a invocação de N. S.a da Conceição e que foi cabeça do seu morgado, é uma preciosa joia arquitectónica, que já ocupou a atenção de estudiosos e eruditos, como Vilhena Barbosa, Sousa Viterbo, Alvaro Belino, Sousa Machado, Aguiar Barreiros, Alberto Feio, Aarão de Lacerda, Vergílio Correia, Cunha Saraiva e possívelmente de mais alguns.(...) " In- pág.9.

20,00 €
6102

MENDONÇA, JERONYMO DE - JORNADA DE AFRICA
Composta/ por/ HIERONIMO DE MENDOÇA/ Natural da Cidade do Porto: em a qual se res-/ ponde a Hieronimo Franqui, e a outros, e/ se trata do sucesso da batalha, cativeiro,/ e dos que nelle padeceraõ por naõ se-/ rem Mouros, com outras cousas di-/
gnas de notar.
Copiada fielmente da Edição de Lisboa de 1607.
por BENTO JOZE DE SOUSA FARINHA Professor Regio de Filozofia e Socio da Academia Real das Sciencias de Lisboa.
Lisboa. Na Offic. de Joze da Silva Nazareth. Anno de 1785.

SEGUNDA EDIÇÂO

Enc. de lomb e cantos em pele; (20)+ 275 págs.; 18 cm.
Aparado e carminado à cabeça. As 5 primeiras folhas com pequenos restauros no festo e com 2 ex- libris estando um deles colado nas costas do frontispício.
Bom exemplar.

Jeronymo de Mendonça, natural do Porto, e um dos que acompanharam a Africa elrei D. Sebastião, ficando captivo na batalha de Alcacerquibir. Depois de resgatado voltou para Portugal, onde escreveu como testemunha ocular d`aquelles successos a obra seguinte, que dedicou a D. Francisco de Sá e Menezes, senhor de Penaguião, em 20 de Janeiro de 1607. ( D`aqui se tira a pouca verdade e fundamento com que Agostinho Rebello da Costa na sua Descripção da cidade do Porto o dá falecido em 1590 )." In- Inoc. ( T.III- 270 )

250,00 €
6068

MORAES, MARIA ADELAIDE PEREIRA DE - VELHAS CASAS - XI
A DO ARCO, NA RUA DE SANTA MARIA; EM GUIMARÂES.
Separata do Boletim de Trabalhos Históricos.
Volume XLI. Guimarães - 1990.

B.; pág. 119- 299+ 1 desd. ( Árvore de costados - Fernão de Sousa, Sr. de Rossas ); il.; 24 cm.

35,00 €
6059

NÓBREGA, ARTUR VAZ- OSÓRIO DA - PEDRAS DE ARMAS DO CONCELHO DE LOUSADA
(Heráldica de Família)
Edição da Junta de Província do Douro- Litoral.
Comissão de Etnografia e História - XVI
Porto - 1959.

Boa enc. da época de lomb. e cantos em pele, com as capas de br.; 1fl br+ (38)+ 574+ (1) págs.; il.; 25 cm.
Muito ilustrado ( fotografias de pedras de armas ) e com vários dedobráveis.
Com prefácio de Eugénio de Andrea da Cunha e Freitas.
Este exemplar tem uma dedicatória na 1ª fl em bco.

"(...) Gostaria ainda de dizer alguma coisa acerca do valor artístico e heráldico das pedras de armas de Lousada. Mas aquele é muito reduzido, o grande número data do século XIX, com todo o mau gosto caracterítico do tempo: já referi o valor decorativo do portão de Santo Ovídio, tenho de mencionar a linda pedra sepulcral de Manuel Teixeira Homem de Vasconcelos, seiscentista, hoje na Casa das Pereiras, mas estranha ao concelho, pois veio da região de Lamego.
Do interesse heráldico menos terei a dizer porque, no seu consciencioso trabalho, Vaz- Osório da Nóbrega tudo esmiuçou e estudou, como eu o não saberia fazer. (...) " Eugénio de Andrea da Cunha e Freitas.

150,00 €
2357

OLIVEIRA, JOÃO BRAZ DE - MODELOS DE NAVIOS EXISTENTES NA ESCOLA NAVAL
que pertenceram ao MUSEU DE MARINHA
Apontamentos para um Catalogo por...
Traducção Franceza de José Augusto Celestino Soares, Capitão tenente.
Lisboa.
Imprensa Nacional.
1896

Enc. da época de lomb. e cantos em pele, com as capas de brochura, por aparar; (6) p.+ A a Z fls+ 27 estampas extra- texto; il.; 31 cm.
Lombada um pouco desgastada pelo tempo e aparado e carminado só à cabeça.
Bilingue, português e francez.

"(...) Desejando- se dar a este catalogo a maior publicidade, e reconhecendo- se, apesar de todo o patriotismo, ser a lingua potugueza pouco conhecida dos visitantes e corporações scientificas estrangeiras que se possam interessar pela nossa archeologia naval, e para as quaes este trabalho offerece novidade, por isso se fez a versão franceza, que vae junta, a qual é devida ao capitão tenente, lente da escola naval, o meu amigo o sr. José Augusto Celestino Soares. (...) " In- Introdução.

100,00 €
4351

ORO, JOSE GARCIA - LA NOBLEZA GALLEGA EN LA BAJA EDAD MEDIA
Las Casas Nobles y sus Relaciones Estamentales.
Santiago de Compostela. 1931.
Bibliofilos Gallegos
Biblioteca Galicia
XX

B.; XXIII ( sendo a 1ª fl. em brco.)+ 418 págs.+ (2) fls+ (1) fl bco+ XVIII estampas extra- texto em papel couché.; il.; 24 cm.

" Estudiar la nobleza gallega medieval es adentrarse en la entraña misma de la Historia de Galicia. En efecto este Reino fue desde los primeros momentos de la Reconquista y Repoblación la encarnación del hecho señorial y nobiliario. Nuestro estudio que se enfrenta con este hecho en su momento otoñal necesita de este modesto pórtico que es el cuadro esquemático de la nobleza gallega medieval para hacerse compreensible e ilustrativo. A ello se encaminan estas breves páginas intoductorias." In- pág.3

50,00 €
6084

OSÓRIO, JERÓNIMO - HIERONYMI OSORII/ LVSITANI/ EPISCOPI SILVENSIS/ DE/REGIS INSTITVTIONE/ ET DISCIPLINA/
LIBRI VIII
AD/ SERENISSIM, ET INVICTISSIM, PORTVGAL, REG./ SEBASTIANVM/ E. N. I./ QVIBVS ACCESSIT EIVSDEM AVCTORIS EPISTOLA/ AD ELISABETHAM/ ANGLIAE REGINAM.
TOMVS I e TOMVS II
CONIMBRIACAE
TYPIS ACADEMICIS, A.D. 1794

Enc. nova, de lomb. e cantos em pele. Boa enc.; 2 Volumes; (4)+ 418 e (4)+ 452 págs; 19 cm.
Carminados e aparados à cabeça. Exemplar irrepreensível.

In- Inoc. T.II- 85 - "Colecção das obras de Auctores Classicos Portuguezes que escreveram em latim, as quaes no fim do seculo passado se reimprimiram em Coimbra na Imprensa da Universidade, no formato de 8º pequeno (...) "

125,00 €
230

PALMEIRIM, LUIZ AUGUSTO - POESIAS
Segunda Edição, augmentada de novas poesias.
Lisboa, 1854.

Enc. da época de lomb. e cantos pele; XVI págs+ (1) fl + 353 + (4) págs.; 19 cm.
Frontispício espelhado, com manchas de água e com falta de uma folha de erratas.

" Luiz Augusto Palmeirim, ex- alumno do Real Colegio Militar, Empregado da Secretaria do Ministerio das Obras Publicas, Socio da Academia Real das Sciencias de Lisboa, etc - N. em Lisboa em 9 de Agosto de 1825. Foi seu pae o tenente general Luis Ignacio Xavier Palmeirim." ( Inoc. T.V- 228 )

40,00 €
6088

PEDRO, CÓNEGO JOSÉ SIMÕES - A TRAPA
Monografia Histórica da Antiga Povoação e Couto do Real Mosteiro de São Cristóvão Lafões.
Santa Cruz da Trapa. 1990 2ª Edição.
.

B.; 90+ (5) págs.; muito ilustrado; 21 cm.
Com pormenores históricos sobre a Paróquia de Santa Cruz da Trapa.

15,00 €
6094

PESSOA, FERNANDO/ MÁRIO DE SÁ- CARNEIRO/ ANTONIO FERRO - ORPHEU 2
Preparação de texto e introdução de MARIA ALIETE GALHOZ.
Ática
Lisboa 1976.


B.; LXVII+ 125 págs.+ (1) fl.+ 3 extratextos; il.; 20 cm.
Com uma assinatura de posse na primeira folha em branco.

" (...) Este segundo número foi delineado, em parte, como contra- reacção de corrente pública ao primeiro número. À classificação de «incompreensível», «escandaloso» e «rilhafolesco», repondeu ORPHEU numa linha afluente e contestatária.(...) " In - "Reapresentação para uma Historicidade de ORPHEU" de Maria Aliete Galhoz.

30,00 €
6073

PESTANA, MANUEL INÁCIO - CELEIROS COMUNS DA ANTIGA CASA DE BRAGANÇA
Edição da Assembleia Distrital de Portalegre. Portalegre - 1982

B.; 171 págs.; il.; 21 cm.

"(...) Foi em Évora, sendo regente a Rainha D. Catarina, que a 20 de Julho de 1756 e em consequência das Cortes do mesmo ano, se criou o primeiro Celeiro Comum:
« Que onde houver rendas do Concelho se fação celleiros de pão para os tempos de necessidade» - segundo Manuel de Menezes, cronista de D. Sebastião. (...) " In- pág. 15.

15,00 €
6076

PIMPÃO, ALVARO JULIO DA COSTA - A "CRONICA DOS FEITOS DE GUINEE" DE GOMES EANES DE ZURARA E O MANUSCRITO CORTEZ- D`ESTRÉES.
Tentativa de revisão crítica.
1939
Edição CASA do LIVRO.
Lisboa.

B.; 91+ (4) págs.; 24 cm.
Com ligeiras falhas na lombada.

"(...) O trabalho que se segue, além de representar uma refundição do estudo de 1926, traz ao problema da integridade do códice de Paris alguns dados novos: os do manuscrito de Valentim Fernandez e os do 1º volume da Historia de las Indias. Aquêle, que pouca atenção mereceu até 1926 começou a ser publicado muito recentemente na colecção - Inéditos Coloniais - de que é director o Sr. P.e Manuel Ruela Pombo. Infelizmente, são dadas no contexto, como se de interpolações se tratasse, as notas marginais do próprio Valentim Fernandez, de simples referência ao texto. (...) " In- pág.3

17,50 €
6085

QUEIROZ, JOSÉ - CERAMICA PORTUGUEZA
Typographia do Annuario Commercial.
Lisboa, 1907.
A Ceramica - Esboceto Historico - As Fabricas - Azulejos - Esculptura em Barro - Tijolo - Diccionario de Marcas - Diccionario de Ceramistas Profissionaes e Amadores.

PRIMEIRA EDIÇÂO

Enc. da época de lomb. e cantos em pele, com as capas de br.; VIII+ 449+ (6) págs.+ 1 extratexto; il.; 31 cm.

" (...) Compõe- se este livro de um esboço da história da ceramica em Portugal; de noticias das fabricas, antigas e modernas, dos principais centros ceramicos do paiz; de capitulos sobre os azulejos, a esculptura em barro e o tijolo, e, finalmente, de dois diccionarios, um de marcas ( lettras, monogrammas, datas e signaes) e outro de ceramistas, no qual figuram, além de profissionaes, muitos amadores, encontrando- se, portanto, n`elle os nossos mais considerados artistas e muitos nomes illustres da nossa primeira sociedade.
Afóra os fac- similes das marcas, reproduzimos, pela photogravura, todas as peças que pudemos alcançar, de reconhecido mérito. (...) " In- pág VI

150,00 €
6100

REGIO, JOSÉ - AS ENCRUZILHADAS DE DEUS
Poema de José Régio com desenhos de « JÚLIO ».
Edições Presença - Atlântida.
Coimbra 1935.

PRIMEIRA EDIÇÂO

Encadernação, de lombada e cantos em pele com as capas de brochura; 177+ (8) págs.; il.; 25 cm.
Além da capa ilustrada por Júlio inclui 6 ilustrações.
Um dos primeiros livros do autor. Raro.

290,00 €
6079

RÉGIO, JOSÉ - FILHO DO HOMEM
Versos de ...
Portugália Editora. Lisboa.
Maio de 1961.

PRIMEIRA EDIÇÂO

Enc. int. de pele decorada com ferros a ouro nas pastas ( filetes) e com as capas de br. ( Capa de Tóssen ); 79+ (7) págs.; 22 cm.
Da Tiragem especial, numerada e assinada por José Régio. Exemplar com um ex- libris.
Bom exemplar.

É neste ano de 1961 que José Régio, de seu verdadeiro nome José Maria dos Reis Pereira, natural de Vila do Conde e formado em letras na Universidade de Coimbra recebe o prémio "Diário de Notícias." O prémio foi dado a um dos volumes da "Vellha Casa."

180,00 €
6058

REIS, JOSÉ DA COSTA; GONÇALO VASCONCELOS E SOUSA ( D. ) - COSTADOS NOBRES DE PORTUGAL
Prefácio de Maria Adelaide Pereira de Moraes.
Edição Livraria Esquina.
Porto. 1992.

B. (7) fls+ 120 árvores de costados+ (3) fls.; 30 cm.
Obra já há muito esgotada.

" (...) A realização de trabalhos genealógicos tendo por base árvores de costados permite registar ramos desconhecidos de certa família ou pessoa. facilitam a organização das relações e conhecimentos genealógicos, possibilitando uma maior rapidez ao leitor/ estudioso, e evitando a normal perda de tempo que o folhear de intermináveis páginas de descrições genealógicas acarreta. (...) " In- Introdução.

80,00 €
6114

ROCHA, ANTÓNIO DOS SANTOS - MATERIAES PARA A HISTÓRIA DA FIGUEIRA NOS SÉCULOS XVII E XVIII
Historia, Topographia e Ethnographia.
Prefácio de Manuel Joaquim Moreira dos Santos.
3ª Edição. Viseu, 2013.

B; 216 págs. (inc. 1ª fl bco )+ 1 desd. ( Planta ); 24 cm.

"(...) editado em 1893, o livro MATERIAES PARA A HISTÓRIA DA FIGUEIRA NOS SÉCULOS XVII E XVIII que se tem mostrado desde então, fonte indispensável de conhecimento para todos os interessados pelo passado da Figueira. (...)
No respeitante às dúvidas, sempre levantadas, sobre a origem do nome de Figueira da Foz, existe referência histórica que, já em 1376, no reinado de D. Afonso IV, fora citado um lugar ribeirinho com o nome de Figueira, na foz de Buarcos, a propósito da venda ao Senhor Rei de umas casas e vinha existente no referido lugar, por razão do porto da dita foz. (...)"

25,00 €
1831

SEM AUTOR. - SOROR DOLORES
Gandra & Filhos. Porto, 1849.

Enc. de lomb. em pele e tecido estampado com flores.
Tem 141 págs.+ (1) fl. de indice; 21 cm.
Esta obra que não menciona o autor, é atribuída a Maria Felicidade do Couto Browne.
Vêr Inocencio T. XVI, p. 355 - " Era natural do Porto, nasceu a 10 de Janeiro de 1800. Foi casada com Manuel de Clamouse Browne, o principal fundador da sociedade humanitaria do Porto (...) O filho mais novo, sr. Ricardo de Clamouse Brown, projectara fazer uma edição completa e luxuosa das obras de sua mãe, porém não chegou a realizar o seu desejo. "

45,00 €
6072

SOUSA, GONÇALO SOARES DE ALBERGARIA E - PEDRAS DE ARMAS DA BEIRA ALTA
Lisboa - 1990

B.; 51 págs.+ 3 extratextos; il.; 25 cm.

São 47 pedras de armas descritas, algumas ilustradas como é o caso da pedra de armas do Solar dos Albergarias, da Casa dos Arcos, da Casa da Guarita, da Casa dos Albuquerques, da Casa dos Costa Cabral, da Casa dos Tavares de Ornelas, da Casa do Esporão, da Casa de Gavinhos, do Solar do Ervedal da Beira, da Casa de Folhadosa, etc.

15,00 €
6087

SOUSA, J. M. CORDEIRO DE - SANTA JUSTA
CÓPIA INTEGRAL DOS MANUSCRITOS ORIGINAIS, NOTAS E ÍNDICES por..
Publicações Culturais da Câmara Municipal de Lisboa.
1949

B.; 450+ (1) pág.; 27 cm.
Exemplar por abrir, com um carimbo na 1ª folha e com ligeiros picos de acidez nas primeiras cinco folhas.

"(...) Compõe- se este volume da cópia integral de dois cadernos de registos de baptismo que vão de 27 de Junho de 1572 a 30 de Dezembro de 1584, e dos registos de casamento desde 14 de Feverero de 1594 a 28 de Dezembro de 1599. (...)
Os registos de baptismo limitam- se á menção da data e dos nomes do baptisado, dos pais e dos padrinhos. Quando algum destes era pessoa conhecida ao tempo omite- se- lhe o apelido. (...) " In- págs. 5/ 6.

50,00 €
4893

SOUSA, MARIA JOÃO ANDRADE E - PEDRO DE FIGUEIREDO
1657 - 1722
UMA BIOGRAFIA
Prefácio "Um Fidalgo como muitos outros" de Luiz de Mello Vaz de São Payo.

Centro de Estudos de Genealogia, Heráldica e História da Família Universidade Moderna - Porto
Porto - 1999

B.; 320 págs.; 22 cm.

" (...) Aminha escolha de Pedro de Figueiredo baseou- se um pouco no fascínio que sempre me inspirou, quer a história com que inicio este trabalho, a qual faz parte da tradição desta família, quer o quadro a óleo que continua na posse do seu descendente mais directo, o 6º Conde de Belmonte. Por outro lado, o facto de saber que foi governador de Portalegre numa época tão conturbada, e saber que tinha sido preso não sabendo exactamente porquê, aguçou a minha curiosidade. (...) "

22,50 €
6070

TELLES, BAZILIO - DO ULTIMATUM AO 31 DE JANEIRO
ESBOÇO D´HISTORIA POLITICA
Bazilio Telles, Editor
á venda na Livraia Chardron de Lello & Irmão. 1905

B.; (8)+ 453+ (3) págs.; 19 cm.
Apesar de apresentar alguns picos de acidez, encontra- se por abrir e com uma dedicatória do autor no anterrosto.

" Qualquer que seja o destino reservado à patria portugueza, o 11 de Janeiro de 1890 ficará sendo para ella uma data memoravel. Este dia valeu seculos; este momento, à similhança d`outros que conhecemos da Historia, resumiu, na sua intensa brevidade, todo um passado doloroso, e esboçou, n`uma formula indecisa, o segredo d`um futuro perturbante. (...) " In- pág. 1

30,00 €
6108

UNCETA, MARÍA - CATEDRAL DE SANTIAGO DE COMPOSTELA
Ediciones Aldeasa.
2004

Capa dura com sobrecapa ilustrada; 119 págs. (inc. 1ª fl. bco. ); il.; 31 cm.
Muito ilustrado com várias fotografias de página inteira. Bom exemplar.

" (...) As origens remotas de Santiago de Compostela remontam a um castro anterior à presença romana; as mais próximas e conhecidas estão ligadas à descoberta - inventio assim denominada pelos historiadores - dos restos do apóstolo Santiago, no século IX. (...)"

25,00 €
6099

VASCONCELOS, CAROLINA MICHAËLIS DE - A SAUDADE PORTUGUESA
2ª Edição revista e acrescentada.
Divagações Filológicas e Literar- Históricas em Volta de INÊS DE CASTRO e do Cantar Velho « SAUDADE MINHA - ? QUANDO TE VERIA ? »
Editores
Renascença Portuguesa - Porto

Boa enc. de lomb. em pele, com as capas de br.; 190+ (1) pág.; 19 cm.
Carminado e aparado só à cabeça.

70,00 €
6095

VIDAL, JOÃO EVANGELISTA DE LIMA (D.) - AVEIRO
SUAS GENTES TERRAS E COSTUMES
Selecção de João Gonçalves Gaspar.
Junta Distrital de Aveiro - 1967

B.; 1 retrato do autor+ 387 págs.; 22 cm.

" (...) Na colectânea de escritos que se editam agora, arrancados às folhas esquecidas e dispersas dos jornais, é Aveiro que revive nas suas paisagens, nos seus costumes, na sua fé, nas figuras, umas ilustres e conhecidas, outras apagadas e discretas, da sua história.(...)" In- pág 5.
" Filho de Norberto Ferreira Vidal, de Vagos, e de Umbelina Elisa de Lima Vidal, de Eixo, D. João Evangelista de Lima Vidal, nasceu em Aveiro, na rua do gravito da freguesia da Vera- Cruz, a 2 de Abri de 1874, e recebeu o Baptismo na igreja paroquial da mesma freguesia, a 19 do mesmo mês.(...)" In- pág.7

20,00 €


    ENVIO DE ENCOMENDAS:
       - As encomendas serão enviadas contra-reembolso, salvo acordo em contrário.
       - As despesas do envio são por conta do cliente.
       - Para o estrangeiro enviamos factura pró-forma, seguindo as obras após a recepção do seu pagamento.
 

Página produzida pelo programa CaTema, de AFAsoft          © 2009 António F. Amorim